Economia

Imposto de Renda: entrega da declaração começa em 7 de março

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

22 de fevereiro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 22 de fevereiro de 2019 - 00:00

Os contribuintes que enviam a declaração logo no início do prazo – desde que não tenha erros, omissões ou inconsistência – recebem a restituição mais cedo (Foto: Fernanda Carvalho/Fotos Públicas)

Idosos, portadores de doenças graves, deficientes físicos ou mentais têm prioridade e, caso tenham direito à restituição, recebem no primeiro lote

A Receita Federal anunciou, nesta sexta-feira (22), as regras e o calendário para a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2019. 

Declaração do IR 

De acordo com o Diário Oficial da União (DOU) desta sexta, a declaração do IR, ano-base 2018, deve ser apresentada de 7 de março até 30 de abril, pela internet, e é obrigatória para os contribuintes que receberam a soma superior a R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis durante o ano de 2018.

Como receber a restituição mais cedo?

Os contribuintes que enviam a declaração logo no início do prazo – desde que não tenha erros, omissões ou inconsistência – recebem a restituição mais cedo. Idosos, portadores de doenças graves, deficientes físicos ou mentais têm prioridade e, caso tenham direito à restituição, recebem no primeiro lote.

Quem contribui?

Nos últimos dois anos, precisaram acertar as contas com a receita todos os contribuintes que receberam mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis (salário, aposentadoria ou pensão) ao longo dos 12 meses do ano passado. O valor corresponde a uma remuneração mensal média de R$ 2.379,98, excluindo o 13º salário.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.