Economia

Imóveis para alugar: cuidado com os golpes na temporada

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

18 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 18 de janeiro de 2017 - 00:00

Foto: Divulgação/Chaves Na Mão

O ideal é buscar por uma imobiliária para encontrar casas ou apartamentos para alugar

Para quem deseja curtir as férias com a família ou com os amigos na praia, o aluguel pode sair mais em conta a arcar com as despesas de diárias no hotel. Em cidades como Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná os golpes aplicados em imóveis para alugar são recorrentes por conta da grande procura.

A expectativa de público no litoral para o verão de 2016/2017 é de um milhão de veranistas, número muito próximo da temporada anterior. Segundo o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) a estimativa é que 2,4 milhões de turistas estrangeiros desembarquem no Brasil neste período, um aumento de 11% em relação ao ano passado.

Para não sair no prejuízo preste atenção nos anúncios dos imóveis para alugar! Confira algumas dicas para não cair em golpes:

Atenção ao termo de serviço

Caso a negociação ocorra diretamente com o proprietário do imóvel, a atenção precisa ser redobrada. Leia com atenção o termo de serviço do anunciante para evitar surpresas. Caso tenha dúvidas ou encontre informações estranhas, não tenha medo de questionar. É o seu dinheiro que está em jogo!

O ideal é buscar por uma imobiliária para encontrar imóveis para alugar. Desta forma, é ela quem irá tomar frente de todos os trâmites da negociação, evitando transtornos maiores.

Conheça o imóvel antes de fechar contrato

Sabe aquele velho ditado: “As aparências enganam”? Ele se aplica para imóveis também. Ao encontrar imóveis para alugar em sites e portais, não se baseie somente pelas fotos. É importante conhecer o imóvel pois podem haver problemas que não são  aparentes de forma digital.

Além disso, busque por avaliações e comentários de antigos usuários para ter uma base das experiências que outras pessoas já tiveram ao locar o imóvel.

Em casos de problemas, notifique!

Ocorreu algum problema ao chegar no local? Notifique! “Existem muitos oportunistas no mercado. É triste quando o turista chega na praia, no final de ano, e acaba sem ter para onde ir”, alerta Valdemar Salvador Marques, delegado titular da Delegacia do Litoral do Creci-PR, que fica na cidade de Matinhos.

Segundo Marques, os problemas de falsidade são resolvidos de imediato. “É tipo um pequenas causas. Nós resolvemos tudo de imediato. Se não houver acordo, a parte infratora passa a responder civil e criminalmente pelo delito”, conclui.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.