Entretenimento

Ícone do reggae, Bunny Wailer morre de derrame aos 73 anos

Reuters
Reuters

2 de março de 2021 - 17:32 - Atualizado em 2 de março de 2021 - 21:19

Por Kate Chappell

KINGSTON (Reuters) – Bunny Wailer, cantor de reggae jamaicano lendário que fundou os Wailers com Bob Marley e Peter Tosh e era o último membro fundador sobrevivente do grupo, morreu em um hospital após sofrer um derrame aos 73 anos.

“Esta é uma grande perda para a Jamaica e para o reggae”, disse o primeiro-ministro jamaicano, Andrew Holness, qualificando-o como um “estadista idoso respeitado do cenário musical jamaicano”.

O nome de batismo de Wailer era Neville O’Riley Livingston, mas ele era conhecido carinhosamente como Bunny Wailer, Bunny Livingston ou Jah B. Ele era natural de Trench Town, uma comunidade pobre do centro de Kingston que inspiraria um dos sucessos dos Wailers.

O compositor e percussionista premiado com o Grammy conheceu Marley e Tosh ainda jovem, e o trio formou os Wailers em 1963. Quase uma década depois, o grupo foi contratado pela Island Records do produtor Chris Blackwell, o que deu ensejo ao quinto e hoje clássico disco “Catch a Fire” e à conquista da fama internacional.

Aclamados por popularizarem a música reggae, os Wailers excursionaram por todo o mundo e tiveram vários sucessos nos estilos ska e rocksteady, como “Simmer Down”, “Lonesome Feeling” e “Thank You Lord”.

Assim como Tosh, Livingston acabou deixando o grupo para se tornar um artista solo, enquanto Marley começou a fazer turnês com novos integrantes com o nome Bob Marley and the Wailers.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.