Notícias

Hospitais franceses sentirão impacto da aceleração de infecções em duas semanas, diz ministro

Reuters
Reuters

24 de outubro de 2020 - 15:16 - Atualizado em 24 de outubro de 2020 - 15:16

PARIS (Reuters) – Os hospitais franceses não poderão evitar o impacto da aceleração da epidemia de coronavírus, afirmou o ministro da Saúde do país neste sábado.

A disseminação do vírus na França acelerou rapidamente nas últimas semanas, com o total de infecções confirmadas superando um milhão, na sexta-feira.

“Os casos graves chegando aos nossos hospitais são resultados de infecções que aconteceram 15 dias atrás”, afirmou o ministro da Saúde, Olivier Veran, após visitar um hospital de Marselha.

“Levando em conta a disseminação da epidemia neste momento, sabemos que, não importa o que façamos, em 15 dias veremos as consequências dessas infecções”, disse.

Duas semanas atrás, a França estava registrando aproximadamente 20 mil novas infecções, com cerca de 20 pessoas entrando em unidades de tratamento intensivo por dia. Na sexta-feira, 122 pessoas foram internadas na UTI.

As taxas de infecções cresceram desde o verão, com a média móvel semanal de casos confirmados acima de 10 mil ao fim de setembro, em comparação a 5 mil ao fim de agosto. Em meados de outubro, a média semanal de casos era de 20 mil e agora está em quase 30 mil.

(Reportagem de Geert De Clercq)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.