Notícias

Homicídios Curitiba: polícia resolve 57% dos casos entre janeiro a julho

Em 2018, o índice de solução de crimes em todo o ano foi de 37%

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora
Homicídios Curitiba: polícia resolve 57% dos casos entre janeiro a julho
(Foto: divulgação AEN)

23 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 23 de setembro de 2019 - 00:00

De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública, 57% dos homicídios em Curitiba foram resolvidos pela Polícia Civil do Paraná (PCPR) nos primeiros sete meses do ano.

Além disso, o aumento na eficiência policial para identificar os autores de assassinatos se deve, principalmente, ao emprego do serviço de inteligência para levantamento de dados relacionados a organizações criminosas, já que a maioria dos crimes são relacionados ao tráfico ou uso de drogas.

Homicídios Curitiba: índice de solução aumenta em pelo menos 20%

Em 2018, o índice de solução de crimes em todo o ano foi de 37%, ou seja, 20% a menos do índice já obtido em sete meses.

Dos 143 assassinatos ocorridos entre janeiro e julho desse ano em Curitiba, 82 já foram esclarecidos.

crimes em curitiba

Foto: Fabio Dias/PCPR

A maioria (97,5%) dos suspeitos são homens – apenas dois autores identificados são mulheres. Entre as vítimas estão dez mulheres e 133 homens.

De acordo com delegada da PCPR, Camila Cecconello, além da utilização de programas de inteligência, o foco é identificar os chefes de quadrilha de determinadas regiões que mandam matar ou matam as vítimas.

“Muitas vezes a pessoa é suspeita por diversos homicídios que estão sendo investigados ao mesmo tempo”, explica Camila.

Em seguida, a partir da identificação dos suspeitos, a policia solicita a prisão à Justiça: a detenção dos criminosos é o fechamento de um ciclo de violência. “A partir da prisão desses autores, que são chefes de organizações criminosas, elucidamos os crimes e prevenimos outros”, finaliza.

Dos 143 homicídios registrados nos primeiros sete meses do ano, 78% (110) estão relacionados ao tráfico ou uso de entorpecentes. Conforme a delegada, os chefes desses grupos estão ligados ao tráfico de drogas e matam por domínio de território.

Crimes antigos

De janeiro a julho de 2019, a Polícia Civil do Paraná também esclareceu 52 homicídios ocorridos em Curitiba entre 2010 e 2018.

Desses, 34,6% (18) foram cometidos no ano passado. A secretaria estadual destaca que a eficiência na elucidação de assassinatos garante resposta à sociedade quanto às investigações.

A resolução de crimes mais antigos também melhorou o índice de elucidação de outros anos. No ano passado, 37% dos crimes registrados haviam sido solucionados até dezembro.

Com a identificação de autoria de 18 assassinatos de 2018 durante os sete primeiros meses de 2019, o índice subiu para 42%. Foram registrados, ao todo, 185 homicídios em 2018.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.