Coronavírus

Polícia Civil homenageia profissionais da saúde: “Indispensáveis para a garantia de nossas vidas”

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações da Agência de Notícias do Paraná
Polícia Civil homenageia profissionais da saúde: “Indispensáveis para a garantia de nossas vidas”
Foto: Fabio Dias/PCPR

29 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:43

A Polícia Civil homenageou na noite de terça-feira (28), em Curitiba, todos os profissionais da saúde do Hospital do Trabalhador (HT), que estão na linha de frente contra o coronavírus. A ação aconteceu ao término de um dos plantões.

Nove viaturas e 30 policiais civis se colocaram a postos em frente ao Hospital, elevando uma faixa com a frase “Obrigado aos profissionais de saúde. Estamos juntos nesta luta!”.

Homenagem aos profissionais de saúde

A homenagem foi em frente ao HT, que é referência no atendimento a pacientes infectados pela Covid-19. O hospital atende um grande número de casos graves no pronto-atendimento, em leitos normais e na Unidade de Terapia Intensiva. Entretanto, estende-se a todos os profissionais de saúde que estão na linha de frente em todos os lugares.

O assessor de Imprensa da Polícia Civil, João Mário Goes, ressaltou que esta foi uma homenagem feita pela instituição, em nome de todos os policiais civis, aos profissionais da saúde. “Agradecemos o empenho e dedicação de cada profissional da saúde. São indispensáveis para a garantia de nossas vidas”, salientou.

O diretor-superintendente do HT, Geci Labres de Souza Junior, agradeceu a homenagem em nome de todos os colaboradores do hospital e parabenizou os policiais civis pela atitude. “Fomos surpreendidos com essa visita ao final do plantão, isso nos causou extrema emoção. Quero dizer que estamos juntos e vamos vencer”, disse.

Ele ressaltou que a faixa ficará exposta em frente ao hospital durante toda pandemia e que farão outro evento quando tudo isso passar. “É uma forma de retribuir o carinho destes colegas que também estão trabalhando para a segurança da população”, afirmou.