Notícias

Homem que se passou por padre e por policial é preso em Curitiba

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

14 de fevereiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 14 de fevereiro de 2017 - 00:00

Foto: Polícia Civil do Paraná

Ele inclusive, segundo a polícia, teria celebrado missas em diversas paróquias do país

Um homem de 27 anos, suspeito de se passar por policial, foi preso no final da tarde de segunda-feira (13), pela equipe do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope). A prisão aconteceu no centro da cidade, em cumprimento a um mandado de prisão por falsidade ideológica.
 
Os policiais chegaram até o suspeito através de uma denúncia anônima, relatando que o homem se apresentava para a população como policial e fazia diversas ameaças para moradores e comerciantes da região central.
 
No momento da prisão, a equipe encontrou em posse do homem duas carteiras com emblemas da Polícia Militar e da Polícia do Exército, além de uma pistola de Airsoft e três carregadores.
 
Segundo informações policiais, em 2014 o suspeito foi detido outras duas vezes em circunstâncias semelhantes – passando-se por policial – à circunstância em que foi preso agora, ambas em posse de simulacro e carteira com emblema policial falsa. A equipe levantou ainda que, em 2014, o homem também foi preso passando-se por padre, inclusive celebrando missas em diversas paróquias do Brasil.
 
O delegado-titular do Cope, Rodrigo Brown, ressalta que investigações serão realizadas para averiguar a razão das ameaças proferidas pelo suspeito contra comerciantes e moradores da região, bem como verificar se houve algum dano para as vítimas.
 
O homem responderá por falsidade ideológica e está detido no Setor de Carceragem Temporária (Secat) do Cope, onde aguarda à disposição da Justiça. Se condenado, poderá pegar de um a cinco anos de reclusão.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.