Notícias

Homem que matou senegalês em Cascavel é condenado a 17 anos de prisão

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

2 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 2 de novembro de 2018 - 00:00

O homem matou o senegalês por causa de uma dívida de R$ 50. (Foto: Leandro Souza/RICTV Oeste)

O imigrante senegalês foi morto em Cascavel em julho de 2018; Leonardo Alves da Silva foi condenado em júri popular

Leonardo Alves da Silva foi condenado a 17 anos e três meses de prisão pelo assassinato de Fallou Ndack, de 33 anos, nesta quinta-feira (1º). O senegalês foi morto em Cascavel, no oeste do Paraná, em julho deste ano, depois de cobrar uma dívida de R$ 50 do autor do crime.

O julgamento foi realizado no Fórum da Justiça Estadual de Cascavel e acabou por volta das 20h. Leonardo foi condenado em júri popular, mas ainda tem o direito de recorrer a decisão.

Assassinato do senegalês no centro de Cascavel

O imigrante, que trabalhava como vendedor ambulante, foi morto na Avenida Brasil, no centro da cidade. Na ocasião, Fallou teria cobrado R$ 50 do suspeito, valor que ainda faltava para quitar um rádio que ele havia vendido para Leonardo, quando golpeado com uma facada no peito.

Testemunhas que presenciaram a agressão impediram que Leonardo fugisse do local do crime. Desse modo, ele acabou preso em flagrante.

Fallou chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de chegar ao hospital.

O senegalês foi morto no centro de Cascavel. (Foto: Ivonei Cardoso/RICTV Cascavel)

*Com informações de Leandro Souza, repórter da RICTV Oeste

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.