Notícias

Homem acusado de esfaquear e matar ex-mulher grávida vai a júri popular em Marialva

O depoimento da vítima foi gravado pela Polícia enquanto estava internada

Mayara
Mayara Zeviani / Estagiária Com supervisão de Renan Vallim
Homem acusado de esfaquear e matar ex-mulher grávida vai a júri popular em Marialva
O casal tinha uma filha de dois anos e Emily estava grávida do segundo filho (Foto: Reprodução/ RIC Record TV)

10 de novembro de 2021 - 11:29 - Atualizado em 10 de novembro de 2021 - 11:29

Acusado de tentativa de estupro e feminicídio, Davi Henrique Caldeira Brandt será julgado por júri popular nesta quarta-feira (10) no Fórum de Marialva. O crime aconteceu em 2019, quando ele esfaqueou sua ex-mulher grávida de quatro meses.

Emily da Silva tinha 19 anos e foi deixada ferida em uma plantação de soja na zona rural de Marialva. Foi resgatada ainda com vida pelos próprios irmãos do autor e encaminhada ao hospital. Internada em situação crítica, ela deu depoimento à Polícia Civil na época.

Em seu relato, que foi gravado por um policial, a jovem afirma que ela e Davi se relacionaram por quatro anos mas que estavam separados há um mês e já tinham uma filha de dois anos. O autor teria chamado Emily para uma conversa em uma praça.

Ao final da conversa, Davi teria se oferecido para levar a ex-mulher para casa. Em determinado momento, ele teria desviado do caminho e parado o carro em uma estrada rural e tentou abusar sexualmente da vítima. Ela reagiu, tentou fugir e acabou sendo esfaqueada.

Após o depoimento, Emily e o bebê não resistiram aos ferimentos e morreram. O suspeito fugiu mas dias depois se apresentou com um advogado.