Notícias

Grupo especializado em explosão de caixas é alvo de operação policial no PR

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

27 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 27 de janeiro de 2017 - 00:00

(Foto: Divulgação/ SSP-PR)

Quadrilha também faz lavagem das notas, fraudes na venda de imóveis e falsifica documentos

Mais de 120 policiais civis e militares do Paraná estão nas ruas desde as 6h desta sexta-feira (27) numa grande operação para prender uma quadrilha especializada em diversos crimes: desde a explosão de caixas eletrônicos, lavagem das notas, até falsificação de documentos e fraudes na venda de imóveis.

A ação policial é coordenada pelo Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) com apoio da Polícia Militar do Paraná e das Polícias Civil do Paraná e de Santa Catarina.  

A operação “Dinheiro Sujo” tem como objetivo cumprir 28 mandados de prisão e outros 40 de busca e apreensão. A ação policial acontece no Paraná e em Santa Catarina. No estado paranaense, os policiais vão cumprir os mandados nas cidades de Curitiba, São José dos Pinhais, Ibiporã e Guaratuba. 

As investigações tiveram início em junho de 2016 para tentar identificar criminosos responsáveis por ataques a caixas eletrônicos. Durante todo o trabalho, descobriu-se tratar de uma quadrilha com atuação em “clínica geral”, cujos infratores fizeram dos mais diversos crimes a sua profissão para obter lucro fácil.

Participam da operação “Dinheiro Sujo” policiais civis e militares do Diep, homens do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), unidade de elite da Polícia Militar, do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), unidade de elite da Polícia Civil, e ainda da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) de Santa Catarina.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.