Notícias

Greve do transporte coletivo completa 24 dias em Ponta Grossa

A Justiça determinou o bloqueio de bens da Viação Campos Gerais para acertar os salários dos colaboradores

Guilherme
Guilherme Fortunato / Produtor
Greve do transporte coletivo completa 24 dias em Ponta Grossa
(Foto: assessoria | Sintropas)

29 de abril de 2021 - 18:16 - Atualizado em 29 de abril de 2021 - 18:16

A greve dos trabalhadores do transporte coletivo de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, chegou ao 24º dia nesta quinta-feira (29). Os grevistas cobram salários atrasados.

De acordo com o Sindicato dos Motoristas, Cobradores e Trabalhadores em Empresas de Transportes Coletivos (Sintropas), os colaboradores estão sem receber 50% do pagamento de fevereiro e o valor total referente a março.

Nesta quarta-feira (28), a Justiça do Trabalho ordenou o bloqueio dos bens da Viação Campos Gerais, empresa responsável pelo transporte coletivo na cidade. O objetivo é reter R$ 2,2 milhões para efetuar o pagamento dos salários. No dia 13 abril, a Justiça já havia dado o prazo de 48 horas para a empresa acertar o pagamento com os colaboradores, mas medida foi descumprida.

Durante quatro dias, a frota de ônibus ficou 100% parada em Ponta Grossa. Nos outros 20 dias, a greve seguiu as recomendações da Justiça e o transporte da cidade funcionou com 50% da capacidade.

O RIC Mais conversou com a Viação Campos Gerais, que por meio da assessoria informou que a empresa vive uma crise financeira sem precedentes e que não há uma previsão de acerto dos pagamentos. Sobre o bloqueio de bens, a empresa declarou em nota que as contas estão à disposição da Justiça. Veja abaixo:

“A VCG informa que as suas contas correntes estão inteiramente a disposição da justiça, nos termos da ordem de bloqueio da Justiça do Trabalho. De outro lado, o valor mencionado na ação diz respeito ao teto estipulado pela justiça para bloqueio, o que não significa necessariamente que exista em conta o referido montante.”

Funcionários protestaram em terminais de embarque

Na tarde de terça-feira (28), alguns grevistas do transporte coletivo de Ponta Grossa tomaram a iniciativa de fecharem as saídas de quatro terminais de embarque da cidade. Segundo o Sintropas, a manifestação não tem o apoio do Sindicato.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.