Notícias

Governo requisita solução de problemas com ferry boat de Guaratuba

Usuários do serviço tem enfrentado filas enormes e demoradas, atrasos e balsas que quebram no meio da travessia, deixando todos à deriva. Governo pediu balsas extras emprestadas à antiga operadora, para atuar na travessia, até que atual operadora resolva os problemas.

Giselle
Giselle Ulbrich com informação da AEN
Governo requisita solução de problemas com ferry boat de Guaratuba
Foto: Alessandro Vieira

15 de julho de 2021 - 17:40 - Atualizado em 15 de julho de 2021 - 21:22

Há semanas, a empresa que faz a travessia de veículos e pedestres pela Baía de Guaratuba vem enfrentando problemas para realizar a operação. Atrasos, filas enormes e demoradas para utilizar o serviço e balsas que quebram bem no meio da travessia, deixando veículos e pessoas à deriva, tem sido constantes nas últimas semanas. Por causa do problema, até mesmo a prefeitura de Guaratuba decretou situação de calamidade pública.

Diante disto, o Governo Estadual fez uma requisição administrativa, nesta quinta-feira (15), exigindo da operadora do serviço a resolução dos problemas. Solicitou até mesmo balsas emprestadas da antiga operadora para complementar o serviço, até que a atual operadora consiga resolver os problemas.

Confira na íntegra a nota oficial divulgada pelo governo estadual agora a tarde:

“Levando em consideração a situação atual da concessão de transporte público de veículos e passageiros na baía de Guaratuba, com atrasos no tempo de travessia, falhas mecânicas, e descumprimento de prazos contratuais, bem como o decreto municipal de calamidade pública da Prefeitura de Guaratuba, o Governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), poder concedente do serviço conhecido como ferry boat de Guaratuba, informa que:

– A fim de assegurar uma travessia com segurança e em tempo hábil para todos os usuários, o DER/PR realizou uma requisição administrativa de balsas da empresa que operava o transporte na baía, e que não estão em uso, para integrarem o serviço da travessia de forma emergencial, até que a concessionária normalize o atendimento previsto em contrato. A notificação foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (15);

– A fiscalização do serviço permanecerá constante, realizada pelo DER/PR, que requisitou a presença da Polícia Militar e da Polícia Civil do Paraná para fins de levantamento prévio dos problemas apontados, além da fiscalização da Marinha do Brasil;

– O DER/PR preza pelo serviço adequado visando a segurança do usuário, bem como a celeridade na operação, obedecendo as disposições contidas nas leis, normas e princípios que regem a administração pública. Ao verificar qualquer fato gerador de descumprimento contratual, são aplicadas as devidas sanções, através de notificações, advertências e autos de infração. Essas ações seguem o trâmite legal, pois as penalidades previstas no contrato são aplicadas mediante processo administrativo, que permite a ampla defesa e o contraditório, nos termos e prazos legais e contratuais;

– Este novo contrato da travessia, vigente desde abril deste ano, prevê a realização de melhorias, inovações e revitalização da área concedida, já em andamento e fiscalizadas pelo DER/PR, e que, uma vez ultrapassados os problemas atuais, resultarão em uma travessia com melhores condições para atender os turistas e população local, corrigindo todas as falhas e dificuldades que marcaram a concessão anterior.

– Como solução definitiva, o DER/PR está trabalhando para garantir a execução da Ponte de Guaratuba. Já foi realizado o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) e está em andamento a elaboração do Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) e estudos preliminares de engenharia para a implantação da ponte de Guaratuba e seus acessos, um investimento de R$ 3.500.369,91. Com a finalização dos estudos, a licitação do projeto executivo e da execução da obra serão realizadas com toda a celeridade que a situação exige.”

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.