Notícias

Governo propõe elevar limite de isenção do IR de pessoa física para R$2.500, diz Guedes

Reuters
Reuters
Governo propõe elevar limite de isenção do IR de pessoa física para R$2.500, diz Guedes
Ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de evento no Palácio do Planalto

25 de junho de 2021 - 11:59 - Atualizado em 25 de junho de 2021 - 12:00

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – O governo está propondo elevar o limite de isenção para o pagamento de Imposto de Renda das pessoas físicas de 1.800 reais para 2.500 reais, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, após entregar ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), nova etapa de proposta de reforma tributária do governo.

Segundo o ministro, a medida vai permitir que mais 8 milhões de brasileiros fiquem isentos do pagamento do IR.

“Hoje são 8 milhões de brasileiros, 31 milhões de declarantes, 8 milhões estão isentos. Vamos ‘baixar’ essa faixa de isenção de 1,8 mil para 2,5 mil. Então, outros 8 milhões de brasileiros estarão isentos, 16 milhões de brasileiros estarão isentos no Imposto de Renda”, disse ele, em fala na Câmara.

Guedes afirmou que o presidente Jair Bolsonaro defendia que o limite fosse para 3 mil reais, mas a avaliação é que não haveria espaço fiscal para se chegar a esse valor.

“Não há o menor risco de desequilibrarmos as finanças”, afirmou Guedes.

Ainda assim, o ministro disse que cerca de 30 milhões de brasileiros assalariados vão pagar menos Imposto de Renda.

Sem detalhar, Guedes afirmou que o governo também está propondo uma elevação dos impostos sobre rendimentos de capital.

“Estamos, pela primeira vez, aumentando os impostos sobre rendimentos do capital, que são os impostos sobre dividendos e com isso nós vamos beneficiar 30 milhões, impostos serão reduzidos para 30 milhões de brasileiros assalariados, porque esses impostos que vão lá para cima vão permitir a redução dos impostos para as empresas, de um lado, e de outro lado, para os assalariados”, disse.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5O0SI-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.