Notícias

Garoto de 4 anos morre afogado ao cair em buraco em Campinas (SP)

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

18 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 18 de janeiro de 2017 - 00:00

Foto: Wagner Souza, Futura Press, Estadão Conteúdo

Profundidade era de 2 metros; buraco estava dentro de uma construção cercada por fitas, mas sem tapumes

O garoto Pedro Júnior Mendes de Sousa, de 4 anos, morreu afogado na noite de terça-feira, 17, ao cair em um buraco de 2 metros de profundidade em uma obra da prefeitura de Campinas (SP), no Jardim Satélite 1. O buraco estava cheio de água da chuva.

A criança saiu de casa para brincar na rua, à noite, e os pais ficaram desesperados quando ela desapareceu. Um vizinho, Genivaldo dos Santos, resolveu entrar no buraco aberto para construção de galeria de águas pluviais, que estava cheio de água, na Rua Joaquim Vieira Neto, e encontrou o menino no fundo, sem vida.

A Polícia Militar foi chamada. A prefeitura de Campinas lamentou a fatalidade e informou que vai cobrar providências da Construtora Estrutural.

O pai do garoto e de outras quatro crianças, Pedro Mendes Sousa, disse que o buraco deveria ter sido “tapado”. “Eu não sei mais o que vou fazer. Estou desnorteado”, comentou. O enterro foi marcado para a cidade de Hortolândia, na região de Campinas.

Leia mais
Menino de 3 anos morre afogado em piscina em Foz do Iguaçu
Defesa Civil orienta sobre os riscos de afogamento em cavas e rios

A construtora está fazendo todos os levantamentos sobre o ocorrido. Pedro Mendes Sousa disse que os encarregados da Estrutural o procuraram e ofereceram todo tipo de ajuda para o enterro, inclusive ônibus para transportar os familiares. “Eles mandaram um encarregado para conversar com a gente.”

A obra tinha apenas um cavalete e sinalização com fita zebrada, para evitar que carros entrassem na vida. Mas não havia tapumes que impedissem acesso de pessoas ou de crianças.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.