Notícias

Funcionários de hospital em Londrina morrem de covid-19 após recusarem vacina

Os dois haviam assinado termo negando a aplicação. Um deles chegou a voltar atrás na decisão, mas faleceu antes de receber a segunda dose

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do repórter Vitor Struck | RIC Record TV de Londrina
Funcionários de hospital em Londrina morrem de covid-19 após recusarem vacina

30 de abril de 2021 - 13:40 - Atualizado em 30 de abril de 2021 - 13:40

Dois funcionários do Hospital da Zona Sul, de Londrina, norte do Paraná, morreram em decorrência da Covid-19. Eles haviam se recusado a tomar a vacina contra a doença. 

Jefferson Alves da Costa, auxiliar administrativo do hospital, assinou a recusa da vacinação em fevereiro. Em março, voltou atrás na decisão e teve a primeira dose aplicada. Jefferson tinha 34 anos e acabou morrendo antes de tomar a segunda aplicação. 

A segunda vítima foi Angela Marques, 54 anos, técnica de enfermagem. Ela foi internada no dia 16 de abril pelas complicações da doença. O quadro de saúde agravou e Angela faleceu no dia 23. 

Os funcionários das unidades de saúde têm liberdade de escolha e assinam termo de responsabilidade ao negar receber as doses. O Hospital da Zona Sul soma 30 recusas à vacina. Dez deles mudaram de ideia e serão vacinados. No Hospital da Zona Norte, também de Londrina, 50 empregados haviam negado, mas 12 deles também recorreram à decisão e devem receber o imunizante. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.