Coronavírus

Maringá lidera ranking de fraude no auxílio emergencial de R$ 600, aponta TCE

Os funcionários públicos que receberem indevidamente o auxílio emergencial de R$ 600 cometeram os crimes de estelionato e falsidade ideológica, diz TCE

Gabriel
Gabriel Azevedo com informações do TCE-PR
Maringá lidera ranking de fraude no auxílio emergencial de R$ 600, aponta TCE
(Foto: Divulgação)

28 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 28 de maio de 2020 - 00:00

Um levantamento do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR), realizado com a Controladoria-Geral da União (CGU), revelou que 10.648 servidores de 388 prefeituras do Paraná receberam indevidamente o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal em decorrência da pandemia da Covid-19.

Com 565 casos, Maringá, no Norte do Paraná, lidera o ranking de beneficiários irregulares. Ao todo, foram pagos R$ 380.400 em auxílio emergencial na cidade. Em todo o Paraná foram R$ 7.319.400 em benefícios para servidores municipais.

“Estamos trabalhando para inibir a realização de novos pagamentos indevidos, estimular a devolução dos valores já recebidos pelos servidores e colaborar com a identificação de possíveis fraudes, por meio da utilização não autorizada de CPFs de servidores por outras pessoas”, afirma o coordenador-geral de Fiscalização do TCE-PR, Rafael Ayres.

Fraude no auxílio emergencial

O levantamento do TCE-PR e TCU concluiu que os 10.648 identificados como recebedores do auxílio federal trabalham em 388 das 399 prefeituras do Paraná. Só não foi identificada a irregularidade em 11 municípios.

Em comunicado enviado aos prefeitos, o TCE-PR lembra que os funcionários públicos que receberam indevidamente o benefício cometeram os crimes de estelionato e falsidade ideológica – já que ao fazer o cadastro, o interessado tinha que declarar que não possuía vínculo de trabalho com órgão público.

O Tribunal também alerta que cada município deve analisar as possíveis infrações disciplinares cometidas por seus servidores neste caso.

Ranking

Confira o ranking completo de cidades do Paraná com irregularidades no auxílio emergencial de R$ 600.

Lista tem quantidade de servidores e valores recebidos por cidade. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.