Notícias

Fotógrafo registra abandono de idosos em lares de repouso

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

17 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 17 de janeiro de 2017 - 00:00

Projeto Esperança (Foto: Divulgação/Eurivaldo Neves Bezerra

Em 30 anos, o Brasil deve ter mais de 30% da população acima dos 60 anos

“Estamos preparados para envelhecer? Como devemos agir? Como transformar essa realidade em algo melhor?”. Estes questionamentos, que deveríamos fazer a nós mesmos, foram feitos pelo fotógrafo e autor do livro “Esperança”, Eurivaldo Neves Bezerra. Na obra recém-lançada, ele traz retratos de senhores e senhoras que foram esquecidos por suas famílias em casas de repouso.

O tocante registro da situação dos idosos foi feito em asilos no Rio de Janeiro, mas as cenas de abandono são recorrentes em todo o país. O descaso com a terceira idade vai na contramão do retrato populacional do Brasil. Estatísticas indicam que em 30 anos seremos uma nação de mais de 64 milhões de idosos, com mais de 30% da população acima dos 60 anos.

“Falta de tudo, desde material de limpeza até comida. Mas o que mais falta é atenção e, principalmente, carinho. O livro “Esperança” surge para mostrar que podemos fazer diferente”, afirma o foógrafo.

Veja também

Idosas catadoras de papel dão exemplo de superação em Toledo

Idosa de 84 anos pede ajuda para ter melhores condições de vida em Cascavel

A obra também aponta saídas como projetos que incentivam as visitas de escolas aos asilos, mostrando que a convivência entre crianças e idosos é benéfica para as duas faixas etárias.

“Para transformar o mundo, basta dar o primeiro passo, e acredito que isso deve começar dentro de casa com mais atenção aos mais velhos, por isso foi uma grande honra poder apoiar esse projeto de conscientização”, afirma o arquiteto Miguel Pinto Guimarães.

Sobre o autor

Após 20 anos trabalhando como advogado, Eurivaldo Bezerra decidiu que deveria mostrar o mundo através de um olhar mais inovador e passou a se dedicar a produzir obras fotográficas com o objetivo de transformar a realidade em algo melhor. Hoje, ele retrata os problemas como forma de sensibilização social e entre seus trabalhos mais recentes estão: “Multiplicadores Sociais”, que mostra a importância e seriedade do Terceiro Setor, e o livro “Filhos”, que relata a transformação de famílias através da adoção.

Conheça a história de uma mulher de 65 anos que vai para a escola com desejo de aprender a ler e escrever

 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.