Notícias

Fortalecimento da democracia depende de imprensa livre, diz Toffoli

Reuters
Reuters
Fortalecimento da democracia depende de imprensa livre, diz Toffoli
.

26 de agosto de 2020 - 17:48 - Atualizado em 26 de agosto de 2020 - 17:50

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, disse nesta quarta-feira que o fortalecimento da democracia depende de uma imprensa “verdadeiramente livre”, comentário feito dias após o presidente Jair Bolsonaro ter ofendido, em duas ocasiões, jornalistas publicamente.

“A atividade jornalística é um importante meio de apreensão da realidade factual, sendo uma potente ferramenta de combate à desinformação, esse mal que atormenta democracias pelo mundo todo”, disse.

“O contínuo fortalecimento de nossa democracia depende, portanto, de uma imprensa verdadeiramente livre”, reforçou. “Reitero o que já afirmei neste plenário: sem imprensa livre, não há liberdade de expressão nem de informação. Sem imprensa livre, não há democracia”, completou.

A fala de Toffoli foi feita na abertura da sessão no plenário do Supremo durante o lançamento do catálogo em homenagem ao fotojornalista Gervásio Baptista, morto no ano passado aos 95 anos e que retratou por seis décadas autoridades públicas. O último emprego de Gervásio foi no Supremo.

No domingo, Bolsonaro disse ter vontade de encher a boca de um repórter de porrada, após ser questionado sobre supostos depósitos feitos na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, pelo ex-assessor parlamentar Fabricio Queiroz.

“Vontade de encher tua boca com uma porrada, tá”, afirmou o presidente, após pergunta feita por jornalista do jornal O Globo, de acordo com áudio divulgado pelo jornal. A declaração foi dada durante visita feita por Bolsonaro à Catedral de Brasília.

Um dia depois, em evento chamado Vencedo a Covid-19 em que fez apologia ao uso da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19, o presidente voltou a criticar os jornalistas, a quem chamou de “bundões”, e afirmou que teriam mais chance de morrer se contaminados pela doença.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG7P1OH-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.