Notícias

Filho de delegado aposentado é preso por suspeita de estelionato

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

26 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 26 de novembro de 2018 - 00:00

Filho de delegado é preso em Araucária. (Foto: Reprodução/RICTV)

O suspeito de 35 anos foi já possui passagem pela polícia, inclusive pelo crime de estelionato, segundo a polícia

Um homem, filho de um delegado aposentado, foi preso em flagrante na sexta-feira (23) pela Polícia Civil de Araucária, na Região Metropolitana Curitiba, por suspeita de estelionato. Paulo Felipe de Castro, de 35 anos, foi detido na Rua Vital Brasil.

De acordo com a polícia, ele já possui passagem pela polícia, inclusive pelo crime de estelionato. Ele vendia os mesmos imóveis e móveis para várias pessoas, já pedindo um sinal de pagamento em dinheiro ou de algum objeto como garantia e, após o pagamento, desaparecia.

Em uma das denúncias contra o suspeito, consistia a troca de uma Mercedes/C220 por uma Kia/Sportage. “A vítima foi até o banco, onde em contato com o gerente, teve a ciência de que a dívida do veículo Kia/Sportage passava de R$183 mil e que o boleto, o qual teria que pagar, estava em nome do banco, porém, o código de barras direcionava para uma outra conta de um terceiro, não sendo o banco o beneficiário”, explica o delegado de Araucária, João Marcelo Renk Chagas, responsável pelo caso.

Diante dos fatos e várias ligações consecutivas do homem para a vítima, que cobrava o pagamento de compra e venda que haviam firmado, a equipe policial entrou em ação. “Com as informações, a equipe de investigação foi até o local onde seria dado a transição de uma parte em dinheiro espécie e o suspeito foi preso em flagrante. A polícia apreendeu uma carteira funcional da Polícia Civil. Ele se apresentou como filho de um delegado de polícia”, falou Chagas.

Assista à reportagem completa:

Lúcio André, repórter da RICTV Curitiba, conta todos os detalhes.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.