Notícias

Família de pai e filho esfaqueados em hamburgueria após desentendimento pede por Justiça

Os familiares das vítimas acreditam que um morador da região tenha sido o responsável pelo crime, após um desentendimento entre os envolvidos

Daniela
Daniela Borsuk com informações de Daniela Sevieri, da RIC Record TV Curitiba
Família de pai e filho esfaqueados em hamburgueria após desentendimento pede por Justiça
(Foto: Redes Sociais)

8 de setembro de 2021 - 14:26 - Atualizado em 8 de setembro de 2021 - 14:26

A família de Odon Medeiros, de 42 anos, assassinado a facadas em uma hamburgueria em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, pede por Justiça. O pai de Odon, Amâncio, de 63 anos, também foi ferido, mas foi socorrido, já saiu do hospital, e agora se recupera em casa. Os familiares das vítimas acreditam que um morador da região tenha sido o responsável pelo crime, após um desentendimento entre os envolvidos.

A família afirma que pai e filho estavam jogando sinuca na hamburgueria no dia 28 de setembro, quando o suspeito chegou. Odon teria feito uma provocação para o suspeito, que saiu do estabelecimento e voltou com uma faca. Na confusão, Amâncio foi esfaqueado e Odon, para defender o pai, também foi atingido. O filho, porém, não resistiu aos ferimentos.

“O Odon tinha 42 anos, ele deixou duas filhas. A família inteira está desolada. A gente não vai fazer Justiça com as próprias mãos, a gente só quer hoje que ele [o suspeito] se entregue para a polícia, que ele conte de fato o que ele tem para contar. Meu primo não estava armado, quem estava com uma faca dentro do carro era ele. Que saiu de dentro do carro com a intenção, não só de matar meu primo, como matar o meu tio também, que um foi defender o outro, que é isso que a gente sabe”.

disse Letícia Antunes, prima de Odon.

Familiares das vítimas acreditam que o suspeito, que é conhecido, teria fugido de casa com a esposa dias após o crime e, depois disso, não foi mais visto. O delegado que investiga o caso, Fernando Jazinski, já pediu a prisão do homem, que deve ser indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil contra Odon e por tentativa de homicídio qualificado contra Amâncio.

“No decorrer da semana, foi cumprido a busca e apreensão, contudo o suspeito ainda não foi localizado, então ele se encontra foragido. A investigação está em estado bastante avançado e deve ser concluída nos próximos dias”.

disse o delegado.