Inova Mais

Facebook proíbe anúncios que prometem cura de coronavírus

A rede social quer combater a propagação de notícias falsas

Carol
Carol Machado da equipe de estágio RIC Mais, sob supervisão de Larissa Ilaídes com informações do R7
Facebook proíbe anúncios que prometem cura de coronavírus
Facebook proíbe anúncios que prometem cura de coronavírus (Foto: Agência Brasil)

28 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 15 de setembro de 2020 - 07:16

Segundo a Organização Mundial da Saúde o Coronavírus é uma epidemia a nível mundial. Esse anunciou e os diversos casos relatados geraram muita comoção, e em meio a isso muitas pessoas e até empresas começaram a divulgar falsos métodos de cura por meio das redes sociais. Devido a isso o Facebook começa a barrar anúncios que prometem a cura do coronavírus.

A informação foi anunciada pelo porta-voz da rede social, que foi ouvido pelo site Business Insider.

Facebook quer combater as notícias falsas

A intenção da rede social de Mark Zuckerberg seria impedir a propagação de notícias falsas pela plataforma e alimentar um clima de medo entre os usuários.

“Nós implementamos recentemente uma política para proibir anúncios que se referem ao coronavírus e criam um senso de urgência, como implicar um suprimento limitado ou garantir uma cura ou prevenção. Também temos políticas para superfícies como o Marketplace que proíbe comportamento semelhante”, disse o porta-voz.

Segundo o Business Insider, a rede social ainda está sendo usada para comprar e vender máscaras hospitalares para evitar o contágio.

Segundo o Wired, a Amazon está monitorando as lojas terceiras que estão aumentando o preço de produtos relacionados à prevenção da doença.