Notícias

Dívida de R$ 7 mil motivou execução de professor de artes marciais

A PCPR continua as diligência a fim de encontrar os dois foragidos e esclarecer a dinâmica do crime

Mirian
Mirian Villa
Dívida de R$ 7 mil motivou execução de professor de artes marciais
O professor de artes marciais foi executado na frente de dois alunos (Foto: Paulo Fischer/RICTV Record TV)

26 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:34

Um jovem, de 20 anos, foi preso na última segunda-feira (23) pela morte do professor de artes marciais Jean Carlo Palhano. O crime aconteceu no dia 21 de agosto de 2019, na Vila Guaíra. Outros dois envolvidos no homicídio estão foragidos.

Tráfico de drogas tem relação com morte de professor de artes marciais

De acordo com a Polícia Civil, a prisão do jovem aconteceu na casa da mãe do suspeito, na Cidade Industrial de Curitiba. Na garagem, foi apreendido outro veículo Fiat/Idea, com alerta de furto registrado no último sábado (21).

Segundo o jovem, outros dois homens, de 26 e 36 anos, estavam junto com ele no momento da execução do professor de artes marciais. O homem, de 36 anos, está foragido desde 2011.

A PCPR continua as diligência a fim de encontrar os dois foragidos e esclarecer a dinâmica do crime. Denúncias anônimas sobre o paradeiro dos suspeitos podem ser feitas pelo número 0800- 643-1121.

Polícia divulga imagens de suspeitos de matarem professor de artes marciais em Curitiba (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A foto dos foragidos foram divulgadas para possíveis denúncias (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Homem é morto saindo da academia

O assassinato de Jean Carlo Palhano aconteceu no estacionamento da academia de artes marciais, localizada no bairro Vila Guaíra. A vítima trabalhava no estabelecimento. Segundo a investigação, a motivação do crime teria sido uma dívida de cerca de R$ 7 mil, relacionada ao tráfico de drogas.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.