Notícias

Ex-marido da funcionária de supermercado lamenta a tragédia: “Uma vida por uma máscara?”

Homem também revelou que foi avisado sobre a morte pelo filho mais novo, de apenas 12 anos

Guilherme
Guilherme Becker / Editor reportagem RIC Record TV, Curitiba
Ex-marido da funcionária de supermercado lamenta a tragédia: “Uma vida por uma máscara?”
(Foto: Reprodução/RIC Record TV)

29 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:43

O ex-marido de Sandra Ribeiro, que morreu após uma briga entre um segurança e um homem que se recusou a usar uma máscara no interior de um supermercado, comentou sobre a tragédia nesta quarta-feira (29). Marino Rodrigues, que estava separado da mulher há três anos e é pai de dois filhos com Sandra, revelou que recebeu a notícia do filho mais novo, de apenas 12 anos.

“O meu filho pequeno, que tem 12 anos, que me avisou, ele me ligou e falou ‘pai, minha mãe levou um tiro, eu acho que minha mãe morreu’. Aí eu vim imediatamente para cá (Araucária) e tentei falar com ele, mas ele só me respondeu ‘pai, veja as mensagens do Marlon’, aí eu li as mensagens do Marlon e ele falou ‘a mãe levou um tiro, eu não tenho certeza, mas me parece que ela morreu’. Quando eu cheguei lá o corpo já estava coberto”, contou o ex-marido.

Após a tragédia, o homem ajudou a família com os documentos para a realização do enterro nesta quarta-feira (20). Sandra morava com os dois filhos – um de 12 e outro de 18 anos -, era filha única e no mesmo terreno moravam os pais.

Família em choque

O ex-marido contou que a família está bastante abalada e revoltada com a tragédia. Segundo o homem, o filho mais novo, que recebeu a notícia de amigos sobre o acidente, é um dos que mais está sofrendo. “Para o meu filho pequeno está sendo muito difícil porque, assim, ele está desnorteado. Ele está fora de si. Ele sentiu muito da forma que chegou a notícia para ele”, revelou.

Uma prima de Sandra se emocionou ao contar sobre a morte. A mulher lembrou com carinho toda a dedicação que a prima tinha.“Ela não tinha lazer. Ela só pensava nos pais e nos filhos. Ela não pensava nela. Batalhadora, muito batalhadora, guerreira, ela era o suporte para minha tia e meu tio”, falou emocionada.

Agora os familiares esperam que seja feita justiça. Os dois homens envolvidos na briga, que aparecem na gravação, permanecem presos. Wilhan Soares, de 28 anos, que trabalhava como vigilante no supermercado, e Danir Garbossa, de 58 anos, que é empresário e tentou acessar o local sem máscara.

“Fazia com muito amor o serviço dela e infelizmente, exercendo a função, aconteceu o que aconteceu lá. Um tragédia. Espero que a justiça seja feita, uma vida por uma máscara?”, finalizou o ex-marido da vítima.

Confira mais informações: