Notícias

Europeus discriminam índios por não comprarem produção deles, diz Bolsonaro

Reuters
Reuters
Europeus discriminam índios por não comprarem produção deles, diz Bolsonaro
Cacique da etnia uirapuru no meio de plantação de milho em Conquista D´Oeste, em Mato Grosso

29 de abril de 2021 - 21:57 - Atualizado em 29 de abril de 2021 - 22:00

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que europeus discriminam indígenas brasileiros por não comprarem produtos agrícolas produzidos por eles e, novamente, defendeu a possibilidade de os índios desenvolverem atividades econômicas dentro de suas reservas.

“Olha a discriminação do europeu, não come o que eles produzem porque não quer ver o progresso deles”, afirmou Bolsonaro em sua transmissão semanal ao vivo pelas redes sociais.

Na transmissão realizada ao lado do presidente da Funai, o delegado Marcelo Xavier, o presidente disse que é “interesse nosso” que os “nossos irmãos índios” se integrem na sociedade.

Segundo Bolsonaro, indígenas não podem continuar vivendo no seu território como se não tivessem liberdade. O presidente também levou dois indígenas que defenderam o direito de explorar suas terras para a produção agrícola, por exemplo.

O presidente da Funai disse ser possível haver convergência para a possibilidade de haver mineração em terras indígenas e defendeu dar aval aos povos para explorarem atividades econômicas em suas terras para terem seu sustento.

Citando o exemplo de Roraima, Estado que não é autossuficiente em energia elétrica, Bolsonaro comentou que é possível que indígenas gerem energia a partir dos rios, o que poderia resolver o problema na região.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3T019-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.