Notícias

EUA se aproximam de 12 milhões de casos de Covid-19 antes do feriado de Ação de Graças

Reuters
Reuters

21 de novembro de 2020 - 15:36 - Atualizado em 21 de novembro de 2020 - 15:36

Por Gabriella Borter

(Reuters) – O número de casos de Covid-19 nos Estados Unidos estava perto de ultrapassar 12 milhões neste sábado, poucos dias antes do feriado de Ação de Graças, que, segundo especialistas, pode contribuir para a disseminação da infecção em todo o país.

A marca ressalta o agravamento da epidemia de Covid-19 nos EUA, onde 250 mil morreram da doença, mais do que em qualquer outra nação, e levou mais de 20 Estados a impor novas restrições neste mês para tentar conter o vírus.

Dados da Reuters mostram que o ritmo de novas infecções nos Estados Unidos acelerou, com quase um milhão de casos apenas nos últimos 6 dias, desde que o país registrou 11 milhões. Demorou 8 dias para os EUA passarem de 10 milhões de casos para 11 milhões de casos e 10 dias para passarem de 9 para 10 milhões.

Autoridades de saúde alertaram que a onda de infecções pode em breve sobrecarregar o sistema de saúde se as pessoas não seguirem as orientações de saúde, especialmente em relação a não viajar e se misturar com outras famílias para a tradicional celebração do Dia de Ação de Graças na quinta-feira.

O Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos emitiu uma “forte recomendação” aos norte-americanos nesta semana para evitar viajar durante o feriado de Ação de Graças.

“Estamos alarmados com o aumento exponencial de casos, hospitalizações e mortes”, disse o representante do CDC Henry Walke a repórteres.

Muitos norte-americanos pareciam desafiar essa orientação nos dias que antecedem o feriado. Na sexta-feira, um vídeo no Twitter mostrou mais de cem pessoas, usando máscaras, lotando os portões de embarque do aeroporto Sky Harbor em Phoenix, no Arizona.

O número de pessoas que viajam de avião nos Estados Unidos para o feriado de Ação de Graças deve cair 47,5% em relação a 2019, enquanto o número de pessoas que viajam de carro deve cair apenas cerca de 4%, de acordo com um relatório divulgado no início deste mês pela American Automobile Association.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.