Notícias

EUA compram US$1bi de doses de terapia de anticorpos contra Covid-19 da GSK-Vir

Reuters
Reuters
EUA compram US$1bi de doses de terapia de anticorpos contra Covid-19 da GSK-Vir
Logo da farmacêutica GlaxoSmithKline em Stevenage, Reino Unido

17 de novembro de 2021 - 09:52 - Atualizado em 17 de novembro de 2021 - 09:55

Por Pushkala Aripaka

(Reuters) – Os Estados Unidos assinaram contratos de cerca de 1 bilhão de dólares para comprar doses do tratamento de anticorpos contra Covid-19 da britânica GSK e da norte-americana Vir Biotechnology agora que países procuram opções promissoras além das vacinas.

As farmacêuticas disseram nesta quarta-feira que as encomendas dos EUA elevam o número total de doses a serem fornecidas para mais de 750 mil globalmente, sem especificar quantas doses do tratamento sotrovimab o governo norte-americano adquiriu.

Mas outros acordos públicos do remédio incluem 10 mil doses para o Canadá e até 220 mil doses para a União Europeia. Os valores destas encomendas não foram revelados.

As remessas norte-americanas do tratamento batizado comercialmente de Xevudy são esperadas até 17 de dezembro, e o governo também terá a opção de comprar mais doses até março de 2022, informaram GSK e Vir em seu comunicado conjunto.

Embora as vacinas continuem no cerne da luta de longo prazo contra a pandemia de Covid-19, tratamentos que incluem comprimidos antivirais da MSD e da Pfizer podem virar o jogo oferecendo opções para conter infecções e salvar vidas.

Na terça-feira, a Pfizer disse que está pedindo autorização nos EUA para seu comprimido antiviral contra Covid-19 experimental, que reduziu a chance de hospitalização ou morte de adultos com risco de doenças graves em 89% em um estudo clínico.

O sotrovimab da GSK-Vir mostrou que reduz este risco em 79% em testes.

Ao contrário das opções orais da MSD e da Pfizer, o sotrovimab é administrado por infusão. Ele pertence a uma classe de remédios chamados de anticorpos monoclonais, que são compostos criados em laboratório que imitam as defesas naturais do corpo.

Em maio, a terapia recebeu autorização para uso emergencial nos EUA para evitar que casos de Covid-19 de brandos a moderados se agravem.

“Dados os indícios existentes, que demonstram sua capacidade de manter a atividade contra as variantes preocupantes em circulação testadas, incluindo a Delta, temos confiança de que o sotrovimab continuará a ser importante”, disse o executivo-chefe da Vir, George Scangos.

Na semana passada, a GSK e a Vir disseram que um teste mostrou que o tratamento de anticorpos funciona igualmente bem quando injetado no braço, o que pode oferecer mais conveniência.

(Por Pushkala Aripaka em Bengaluru)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHAG0MZ-BASEIMAGE