Notícias

Estudante é baleado em assalto dentro de campus da UEPG

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

25 de maio de 2017 - 00:00 - Atualizado em 25 de maio de 2017 - 00:00

Estudante foi socorrido para o hospital em estado grave (Foto: Reprodução/Programa COP)

Estudante estava num ponto de ônibus quando foi abordado por dois suspeitos

Um estudante de 28 anos ficou ferido durante um assalto dentro do campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, na noite desta quarta-feira (24).

Eric Dario Acuña Navarro, de nacionalidade peruana, é aluno do curso de pós-graduação em Odontologia. Ele estava num ponto de ônibus próximo ao Observatório Astronômico da UEPG quando foi abordado por dois homens.

O jovem foi baleado no peito e socorrido em estado grave pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Regional dos Campos Gerais. Até a manhã desta quinta-feira (25), o estudante permanecia internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). De acordo com informações da UEPG, ele foi submetido a uma cirurgia e encontra-se estável e consciente.

De acordo com o delegado responsável pela 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa, Fernando Maurício Jasinski, dois adolescentes suspeitos foram apreendidos. Eles foram reconhecidos por uma vítima de assalto ocorrido próximo ao campus, minutos antes da ação que vitimou o estudante. “Essa vítima disse que um dos dois adolescentes estava com um revolver no momento do assalto e que, pouco tempo depois da fuga dos suspeitos, ouviu um barulho de tiro”, explicou o delegado.

No entanto, os dois adolescentes não estavam com os bens roubados das vítimas, nem portando arma de fogo no momento em que foram apreendidos.

Posicionamento da UEPG

A Reitoria da universidade publicou uma nota sobre o caso em seu site. Confira a íntegra:

“Sobre o ocorrido, a Reitoria informa que:

  Todas as providências foram tomadas no atendimento ao acadêmico, que foi imediatamente levando ao Pronto Atendimento (PA) do Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais (HU-UEPG)

Conforme nota do HU-UEPG, o paciente Eric Dario Navarro deu entrada na quarta-feira, dia 24/05/2017, vítima de trauma por projetil de arma de fogo no hemitórax esquerdo. Foi atendido no HU conforme o protocolo de atendimento para este tipo de trauma. Inicialmente, foi estabilizado hemodinamicamente e a seguir submetido a tratamento cirúrgico, sendo posteriormente encaminhado para a UTI. 

Na data de hoje, quinta-feira (25), às 6 horas, encontra-se estável, e consciente.

Todos os esforços das equipes de assistência estão voltados para a recuperação do paciente, e espera-se ter uma boa evolução clínica.

O reitor Carlos Luciano Sant’Ana Vargas, diretores de órgãos institucionais, professores e colegas de Eric Navarro acompanharam ‘in loco’ as providências no sentido de comunicar os familiares do acadêmico que estuda na UEPG por meio do Programa de Estudantes–Convênio de Pós-Graduação (PEC-PG) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). 

Imediatamente após a ocorrência, as forças de segurança de Ponta Grossa foram acionadas no sentido de deter os autores da tentativa de assalto. Nesse sentido, a Reitoria ressalta a parceria com os órgãos de segurança do Estado e Município, que prontamente atendem à instituição no atendimento a ocorrências e, principalmente, na execução de medidas preventivas.

– A instituição tem adotado medidas para dar mais segurança à comunidade universitária, tendo recentemente realizado um fórum para debater o assunto e encontrar soluções para o problema que não é exclusivo da UEPG, conforme dados dos órgãos de segurança. Desse fórum participaram representantes dos estudantes e da instituição e autoridades da área de segurança.

A Reitoria tem o compromisso com a comunidade universitária de prover a área do Campus de Uvaranas, assim como os demais espaços institucionais, de aparelhos de segurança, envidando esforços no sentido de obter recursos para as obras necessárias.

Com o objetivo de evitar novos registros, apela para a conscientização da comunidade universitária, em adotar ações que não ofereçam a oportunidade para ação de delinquentes.

A Reitoria está aberta ao diálogo e manifestações da comunidade universitária, no sentido de buscar soluções para a questão da segurança no Campus.”

Leia também:

Criança morre soterrada em silo no oeste do Paraná

Mulher é estuprada e morta ao tentar salvar as filhas de abuso

 

 

 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.