Especiais Publicitários

Projeto “Feito no Paraná” estimula o consumo local e a economia regional

Em fevereiro, o Estado teve o terceiro melhor resultado em oportunidades de emprego no país e o primeiro da Região Sul

 

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Projeto “Feito no Paraná” estimula o consumo local e a economia regional
Foto: Gilson Abreu/AEN

9 de abril de 2021 - 19:04 - Atualizado em 9 de abril de 2021 - 19:04

O Governo do Paraná tem trabalhado com afinco para estimular a economia e permitir que o Paraná cresça, apesar da pandemia. Pacotes de auxílio a diferentes segmentos têm estimulado a economia do estado. Outra iniciativa que tem alcançado bons resultados é o Feito no Paraná, projeto que estimula o consumo de produtos produzidos localmente. A ideia é que o dinheiro do Paraná circule e fique no Estado.

Quando você escolhe um produto local, está escolhendo mais emprego, mais renda, e também uma economia regional mais forte. E os reflexos desta lógica já são sentidos na geração de emprego: em janeiro e fevereiro, o Paraná criou 65.958 mil novos empregos e teve o terceiro melhor resultado do Brasil, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), e foi o campeão da categoria na Região Sul. Em 2020, o Estado teve o segundo melhor resultado do país com 52.670 vagas de carteira assinada. O Paraná paga o maior salário mínimo regional do país dividido em quatro faixas salariais, que variam de R$ 1.467,40 a R$ 1.696,20, conforme a categoria. O Salário Mínimo Nacional hoje está R$ 1.100,00.

E são muitos os destaques do estado: o Paraná está entre as unidades federativas mais rápidas para abertura de empresas – apenas um dia -, que resulta em quase 160 mil novas empresas abertas em 2020. O Estado mantém a terceira posição no ranking nacional de exportação do agronegócio, sendo responsável por 13% das vendas, e a produção industrial paranaense fechou dezembro de 2020 com crescimento de 2,8% em relação a novembro, oitavo mês consecutivo com resultado positivo, superando a queda do período mais restritivo da pandemia do novo coronavírus, segundo Pesquisa Industrial Mensal (PIM) de fevereiro do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O valor é superior ao resultado do Brasil, que teve crescimento médio de 0,9% em dezembro. O Paraná recebe ainda diversos investimentos de empresas e indústrias, fato que reforça a credibilidade do Estado.

No site do programa, quem compra pode consultar as Empresas Cadastradas no Feito Paraná, e quem faz pode Inscrever o seu Produto, conhecer as Regras Gerais e o Chamamento Público, e baixar o manual de identidade visual do programa para inserir a logomarca em seus produtos. Feito no Paraná: compre esta ideia.

selo_ricmais_publis

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.