Especiais Publicitários

Peletização das rações para melhorar desempenho animal

Forma de disponibilização da ração pode aumentar a produtividade e ainda garantir a segurança de animais e humanos; Safeeds apresenta produto para auxiliar nesse processo

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Peletização das rações para melhorar desempenho animal

24 de junho de 2021 - 16:45 - Atualizado em 24 de junho de 2021 - 16:47

A busca por produtividade aliada à preocupação com a segurança alimentar tem pautado os trabalhos de pesquisadores e produtores em todo o mundo. Com esse mesmo direcionamento, a equipe Safeeds atua no desenvolvimento de tecnologias que otimizem o aproveitamento dos nutrientes pelos animais e consequentemente aumentem a rentabilidade dos produtores, garantindo alimentos seguros ao consumo humano.

A peletização das rações é uma das alternativas para melhoria de desempenho animal, pois reduz significativamente a presença de toxinas e microrganismos no alimento e melhora a absorção dos nutrientes.

“Para que os animais alcancem todo o seu potencial genético de produção, é importante que o consumo do alimento seja adequado e a forma como a ração é disponibilizada tem papel fundamental nisso”, explica Márcio Lanzarin, gerente de desenvolvimento de produtos líquidos da Safeeds

O processo de peletização ocorre com a transformação da ração farelada em granulada, por meio de adição de vapor e exposição a altas temperaturas, umidade e pressão. De acordo com Lanzarin, esse processo faz com que o animal melhore o consumo do alimento, sem desperdício e de forma segura.

“Precisamos pensar em produzir não só uma ração, mas um alimento seguro, saudável para o animal e também para o homem que irá consumir alimentos de origem animal. Nós acreditamos que a segurança precisa estar presente em toda a cadeia produtiva.”

E, para melhorar ainda mais a qualidade da ração peletizada, a Safeeds possui em seu portfólio o hidratante e aglutinante melhorador de integridade de pellet e processo fabril, o H+A. Esse aditivo conservante confere melhores índices de durabilidade (PDI) à ração final e, por meio de uma combinação de ácidos orgânicos, surfactantes e emulsificantes, o produto garante a proteção contra fungos e corrige a quebra de estoque.

Nas avaliações de desempenho, com a utilização do H+A houve queda no percentual de finos de 43,3%, além de um aumento no PDI de 6,2% e na umidade de quase 6%, o que evita a quebra técnica.

Ao utilizar o H+A nas fábricas de ração, que tem ação lubrificante, há uma melhora no processo de peletização de rações; aumento de condutividade térmica pela uniformidade de umidade da ração; aumento da temperatura, que favorece a destruição de fungos e bactérias; aumento da produtividade (Ton/Horas) e qualidade da ração; estabilidade de máquina/prensa; e, manutenção da temperatura de peletização.

selo_ricmais_publis

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.