Especiais Publicitários

O significado de cada dia da Semana Santa

Nos momentos mais importantes do calendário litúrgico, os fiéis se aproximam da maior celebração da Igreja: a ressurreição de Cristo no domingo de Páscoa

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
O significado de cada dia da Semana Santa
Celebração da Páscoa em 2019. (Foto: Arquivo Santuário Nossa Senhora Aparecida de Astorga)

29 de março de 2021 - 19:03 - Atualizado em 30 de março de 2021 - 16:24

A Semana Santa é a celebração do Mistério da Paixão, Morte e Ressurreição
de Jesus e demonstração da Paixão dos próprios fiéis, que durante todo o período da Quaresma, através de sacrifícios diários, se entregam por amor a Cristo e celebram a Páscoa.

Os dias que, neste ano, se estendem entre 28 de março e 4 de abril, tem
significados específicos:

Domingo de Ramos

Celebração do Domingo de Ramos em 2019. Foto: Arquivo Santuário Nossa Senhora Aparecida de
Astorga

O Domingo de Ramos abre a Semana Santa. É a celebração da entrada de
Jesus em Jerusalém, quando foi aclamado pelo povo, que cortou ramos de árvores e folhagens para cobrir o caminho pelo qual o Senhor passava.

Jesus estava montado em um jumentinho, símbolo da humildade, mas foi
recebido pelo povo como um rei enquanto a multidão clamava “Hosana ao Filho de Davi!”. Quando os sacerdotes da época viram a maneira como Ele era amado pelo povo de Jerusalém, foram tomados pela inveja e começaram a tramar a condenação e morte de Cristo.

Segunda-feira Santa

Dia no qual se recorda a prisão de Jesus Cristo (Embora sua prisão será
recordada com mais força litúrgica na quinta-feira Santa, após a traição de Judas).

Terça-feira Santa

Na Terça-Feira Santa são celebradas as Sete Dores da Virgem Maria. É
também conhecido como o dia de penitência, no qual os cristãos cumprem
promessas de vários tipos, ou o dia da memória do encontro de Jesus e Maria no caminho ao Calvário.

Quarta-feira Santa

Em muitas igrejas celebra-se neste dia a Procissão do Encontro de Nosso
Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores. Os homens saem de um local da Igreja carregando a imagem de Nossa Senhor e as mulheres carregam a imagem de Nossa Senhora em direção ao seu encontro.

Quinta-feira Santa

Celebração de Quinta-Feira Santa em 2019. Foto: Arquivo Santuário Nossa Senhora Aparecida de
Astorga

Na manhã da quinta-feira, nas catedrais das dioceses, o bispo se reúne com
o seu clero para a Celebração do Crisma, na qual são abençoados os santos óleos que serão usados na administração dos sacramentos do Batismo, Ordenação de Padres e Bispos, Crisma e Unção dos Enfermos.

A noite são relembrados os três gestos de Jesus durante a Última Ceia: a
Instituição da Eucaristia, o exemplo do Lava-pés, com a instituição de um novo mandamento (ou “ordenança”) e a instituição do sacerdócio. É nesse momento que Judas Iscariotes sai para entregar Jesus por trinta moedas de prata. Além disso, é nesta noite que Jesus é preso, interrogado e, no amanhecer da sexta-feira, açoitado e condenado.

A igreja fica em vigília ao Santíssimo, relembrando os sofrimentos de Jesus,
que tiveram início nesta noite. A igreja já se reveste de luto e tristeza, desnudando os altares (quando são retirados todos os enfeites, toalhas, flores e velas). Todos esses gestos são realizados para simbolizar que Jesus já está preso e consciente do que vai acontecer.

Sexta-feira Santa

Dia em que a Igreja recorda a morte de Jesus. É celebrada a Solene Ação
Litúrgica, Paixão e a Adoração da Cruz. A recordação da morte de Jesus consiste em quatro momentos: A Liturgia da Palavra, Oração Universal, Adoração da Cruz e Rito da Comunhão.

Sábado Santo

É um dia de espera, silêncio, perseverança no jejum. Os cristãos, junto ao
sepulcro de Jesus, aguardam por sua ressurreição.
No final do sábado é celebrada a Solene Vigília Pascal, que se inicia com a
Bênção do Fogo Novo e do Círio Pascal. Durante a Vigília, proclama-se a Páscoa através do canto do Exultet e faz-se a leitura de 14 passagens da Bíblia, percorrendo toda a história da salvação. Canta-se o Glória e o Aleluia, que não foram entoados durante todo o período quaresmal, e a celebração é encerrada com a Liturgia Eucarística.

Domingo Santo

É o momento mais importante para a fé cristã. Dia em que Jesus vence a
morte e ressuscita. A Páscoa é estendida por mais cinquenta dias, até o Domingo de Pentecostes.

Acompanhe a Semana Santa no Santuário da Mãe Aparecida por meio das
transmissões realizadas no Facebook e Youtube.
Domingo de Ramos:
Segunda-feira Santa: 19h
Terça-feira Santa: 19h
Quarta-feira Santa: 19h
Quinta-feira Santa: 15h e 19h
Sexta-feira Santa: 10h, 14h, 16h e 19h
Sábado Santo: 19h
Domingo de Páscoa: 9h, 11h e 19h

selo_ricmais_publis

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.