Especiais Publicitários

Destino seguro: Foz do Iguaçu se prepara para receber os turistas pós-pandemia

Atrativos que estejam cumprindo todos os protocolos de segurança sanitária recebem Certificado de Responsabilidade Sanitária e o Selo Ambiente Protegido

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Destino seguro: Foz do Iguaçu se prepara para receber os turistas pós-pandemia
Na visita às Cataratas, cuidados redobrados. Foto: Nilton Rolin

17 de setembro de 2020 - 11:21 - Atualizado em 6 de outubro de 2020 - 19:53

As dúvidas sobre o “novo normal” ainda são muitas, mas uma coisa é certa: o turismo pós-pandemia vai exigir segurança e cuidados redobrados – tanto por parte de quem viaja, como de quem recebe. Até que o trânsito entre países seja normalizado, destinos nacionais, como Foz do Iguaçu, devem ficar entre os mais disputados. E a cidade está se preparando e tomando todas as precauções.

Além de instituir protocolos de segurança sanitária, a cidade está certificando os atrativos turísticos, meios de hospedagem, restaurantes e demais atividades que estejam atuando de acordo.

Desde julho, mais de 40 atrativos e empreendimentos de hospedagem e gastronomia já receberam o Certificado de Responsabilidade Sanitária e o Selo Ambiente Protegido, emitidos por entidades representativas do setor público e aferidos por técnicos do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e Sebrae.

Para conseguir essa certificação, os atrativos cumprem mais de 30 exigências, entre elas possuir tapetes sanitizantes, fazer medição de temperatura, oferecer álcool em gel em pontos estratégicos, realizar limpeza e desinfecção dos veículos, montar barreira sanitária nos acessos e fazer a busca ativa diária de pessoas com sintomas do covid-19.

foz-do-iguacu (1)
Turistas que chegam à Itaipu passam por medição de temperatura e respondem a questionário. Foto: Kiko Sierich

Outras exigências incluem a venda de ingressos com prioridade para a opção on-line e check-in eletrônico, e monitorar o uso de máscara entre os clientes e os colaboradores. As exigências são diferentes, de acordo com o tipo de estabelecimento.

foz-do-iguacu (2)
Álcool em gel e máscara são acessórios obrigatórios no Aeroporto de Foz. Foto: Cristian Rizzi

Para reabrir o atendimento aos visitantes, os atrativos turísticos assinam um Termo de Responsabilidade Sanitária, no qual se comprometem a adotar todos os protocolos específicos recomendados para o setor, além das responsabilidades empresariais. A ideia é fazer com que o visitante se sinta seguro quando chegar à cidade.

Eventos

Foz do Iguaçu também saiu na frente na área de eventos e já deu início à retomada das atividades, inclusive em hotéis, interrompidas desde o início da pandemia do novo coronavírus. A cidade já liberou os eventos que funcionam no sistema drive-in, como encontros corporativos, culturais, religiosos, esportivos, festas de aniversários e até casamentos.

Desde o dia 20 de agosto, os espaços de eventos exclusivos e os dentro de hotéis estarão autorizados a realizar eventos de pequeno porte, até 50 pessoas. No dia 10 de setembro, estarão autorizados os eventos entre 50 e 150 pessoas. E a partir do dia 1º de outubro, todos os demais eventos, desde que cumpram rigorosamente os protocolos de segurança sanitária e não ultrapassem o limite de 30% da capacidade de ocupação dos espaços.

selo_ricmais_publis