Coronavírus

Escolas particulares do Paraná perdem 30 mil alunos durante pandemia

Gabriel
Gabriel Azevedo Reportagem de Eduardo Scola, RIC Record TV Curitiba
Escolas particulares do Paraná perdem 30 mil alunos durante pandemia
Foto: Pixabay.

9 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:47

Com a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, muitas famílias estão encontrando dificuldades para manter as mensalidades em dia. Nas últimas semanas, cerca de 30 mil estudantes deixaram o ensino particular no Paraná.

A inadimplência em relação as mensalidades gira em torno de 40%. O Paraná tem cerca 2.300 instituições de ensino privadas.

Um levantamento do Ministério Público do Paraná (MPPR) mostra ainda que o destino da maioria são às escolas públicas. Muitos pais disseram que não conseguiram sequer contato com o setor financeiro das instituições.

A principal reclamação das famílias é o peso de manter as mensalidades em dia. No caso de Robson, só conseguiu fazer acordo com a escola depois de buscar por um advogado.

“Descaso da escola em não nos atender, não abrir as portas para sentarmos e entender o que estava acontecendo deixou alguns pais desconfortáveis e dispostos a tirar os filhos das escolas”, comentou.

Na família de Estelina Alves, foi difícil encontrar um meio termo. “Ficamos à mercê e as escolas estão duras e irredutíveis”, disse ela. A saída foi trocar o período, ao invés de manter integral, meio período. “Pelo menos conseguimos manter com o mesmo padrão de qualidade do ensino”, disse a avó.

O sindicato que representa as escolas privadas tem conversado bastante com os dois lados, tanto com os pais, como com os empresários. Neste momento a dica é praticar o diálogo, primeiro porque o momento é difícil para os dois lados, segundo porque a expectativa é que a relação continue após a pandemia passar.

“Quando a gente fala do dialogo é sentar com o pai e mostrar como as coisas têm sido feitas. O cliente quer uma escuta, mas uma escuta de valor. Algumas escolas estão fechadas, mas temos feito esse movimento”, disse Esther Pereira, presidente do Sinepe-PR.

A Secretaria Estadual de Educação disse, em nota, que nos últimos três meses pelo menos sete mil alunos foram matriculados na rede pública. A secretaria garantiu que o Estado tem capacidade para suportar os alunos que estão chegando. Neste momento não é possível escolher a escola mais perto de casa, mas sim as que estão disponíveis. As informações sobre vagas estão no site www.pia.pr.gov.br.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.