Coronavírus

Epidemia do novo coronavírus no Paraná está longe do pico, diz Ministério da Saúde

Segundo o Ministério da Saúde, o pico de contaminações por doenças respiratórias no Sul do Brasil vai acontecer entre maio, junho e julho

Gabriel
Gabriel Azevedo
Epidemia do novo coronavírus no Paraná está longe do pico, diz Ministério da Saúde
(Foto: Divulgação/AEN)

27 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 27 de abril de 2020 - 00:00

O Paraná e outros estados da Região Sul do Brasil (Santa Catarina e Rio Grande do Sul) ainda estão longe do pico de casos do novo coronavírus (covid-19), segundo o Ministério da Saúde.

Nesta segunda-feira (27), o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira disse que, historicamente, a Região Norte tem uma sazonalidade padrão de transmissão de vírus que causam infecções respiratórias (Influenza, H1N1, SARS-CoV-2) entre março e abril, o que explicaria a situação atual do estado do Amazonas. Já Sul e o Sudeste passam por esse momento entre maio e julho.

“Estamos na semana epidemiológica 18, e esse pico costuma acontecer entre as semanas 20 e 27”, explicou Wanderson Oliveira.

Pico de casos

O ministro da Saúde, Nelson Teich, explicou que o País é grande e disse que as estimativas consideram modelos matemáticos que não são infalíveis. “O País é heterogêneo”, disse.

O secretário Wanderson Oliveira completou afirmando que a campanha de vacinação contra a gripe teve forte adesão e pode ser considerada bem sucedida pelo governo. Embora sejam doenças distintas, a vacinação contribui para reduzir internações em hospitais.

Governo do Paraná

O discurso do Ministério da Saúde está alinhado com o do Governo do Paraná, que também projeta uma curva semelhante.

Em diferentes oportunidades, o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) disse que o número de casos do novo coronavírus deve subir no Paraná a partir de maio, com redução prevista para os meses de julho e agosto.

O secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, contou que o Paraná trabalha com diferentes projeções de contágio, e que o número de infectados no estado pode chegar a 30 mil.

Casos de coronavírus no Paraná

Nesta segunda-feira (27), o Paraná chegou ao número de 1186 pacientes confirmados com o novo coronavírus, de acordo com boletim da Secretaria da Saúde do estado (Sesa). Houve um aumento de 30 testes positivos confirmados nas últimas 24 horas.

número de mortes em decorrência da covid-19 no estado é de 75 em um mês. As primeiras mortes no Paraná foram confirmadas no dia 27 de março, em Maringá.

A taxa de letalidade da covid-19 no Paraná é de 6,4%. Embora tenha menos casos confirmados do que Rio Grande do Sul e Santa Catarina, o Paraná é estado com mais mortes na Região Sul.