Notícias

Operação busca por envolvidos na morte de militar que se afogou no Rio Paraná

O soldado do exército brasileiro caiu no rio após a embarcação em que estava ser atingida pela lancha dos suspeitos

Caroline
Caroline Berticelli / Editora
Operação busca por envolvidos na morte de militar que se afogou no Rio Paraná
FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK DANIEL ENGELMANN

20 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 16:27

A Polícia Federal de Guaíra, no oeste do Estado, deflagrou na manhã desta quarta-feira (20) a operação Homem Anjo em busca dos suspeitos envolvidos com a morte do soldado do exército brasileiro Daniel Henrique Trarbach Engelman, de 19 anos, ocorrida na noite de 10 de maio deste ano, e combater o tráfico transnacional

O militar se afogou no Rio Paraná depois que a embarcação, usada por ele e outros dois colegas para fazer patrulhamento aquático, foi atingida por uma lancha em alta velocidade. Os dois soldados conseguiram ser resgatados, mas Engelman desapareceu em uma área de águas profundas e extensa, com aproximadamente 3,6 quilômetros de distância de uma margem a outra. Seu corpo foi localizado cinco dias depois

Dentre os investigados, foi identificado o provável proprietário da droga, bem como os pilotos das embarcações envolvidas e demais auxiliares da organização criminosa.

Cinco mandados de prisão e cinco de busca e apreensão foram cumpridos na região de Guaíra e Itaquiraí, no Mato Grosso do Sul.

Resultado da operação

Duas pessoas foram presas e outros três suspeitos são considerados foragidos. Também foram apreendidos celulares, drogas, entre outros objetos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.