Notícias

Entrega de mantas e marmitas é intensificada com a chegada do frio, em Maringá

Operação Inverno oferece acolhimento a moradores de rua na cidade, principalmente nos dias mais frios, quando a entrega de mantas e marmitas é vital para muita gente.

Wilame
Wilame Prado / Repórter VULNERABILIDADE
Entrega de mantas e marmitas é intensificada com a chegada do frio, em Maringá
Operação Inverno é realizada todos os anos em Maringá e busca atender moradores de rua nos dias mais frios do ano. (FOTO: Prefeitura de Maringá)

28 de abril de 2021 - 13:37 - Atualizado em 28 de abril de 2021 - 13:37

Terça-feira (27) foi o dia mais frio do ano em Maringá, com o registro de 11ºC. Com as temperaturas mais baixas, começam a aumentar as filas em albergues, e a Secretaria de Assistência Social (SAS), da Prefeitura de Maringá, diz já estar mobilizada para a Operação Inverno.

No Albergue Santa Luiza de Marillac, Zona 9 de Maringá, atualmente 103 pessoas utilizam o serviço de pouso e também contam com refeições no decorrer do dia. Além das pessoas que dormem no local, diariamente são distribuídas marmitas para moradores de rua por volta das 18h.

De acordo com o cuidador Cleber Alan, também há doações de roupas e mantas às segundas, quartas e sextas. 

“Embora tenha ocorrido filas no período da noite, o movimento ainda é considerado normal aqui no albergue, que também mantém quarentena de 35 pessoas antes da entrada ao albergue, em um compartimento separado, para evitar contágio de coronavírus”, diz o cuidador.

Operação Inverno

De acordo com o educador social Marco Augusto da Silva, coordenador do Centro Pop e Abordagem Social, da SAS, a Operação Inverno busca evitar situações mais críticas durante o frio, com mais equipes de trabalho no período noturno durante esta época do ano.

“Três equipes com motorista e educador de base percorrem a cidade através de um mapeamento e conhecimento das localidades onde as pessoas em situação de rua ficam”, explica.

As ações são continuadas durante o ano todo, mas são intensificadas nos dias em que há previsão de mínima de 10ºC ou menos. “É feita a oferta de acolhimento. Quando ocorre a recusa, entregamos pelos menos a manta na tentativa de preservar a pessoa quanto aos riscos da exposição ao frio”, explica Silva.

Como ajudar

De acordo com a SAS, a população pode auxiliar na Operação Inverno, informando a equipe onde há pessoas em situação de vulnerabilidade pelas ruas.

Para isso, as pessoas podem ligar no celular (44) 99103-5661, serviço 24 horas. “Esse telefone fica com a equipe que está na rua para poder agilizar o atendimento. É importante divulgar o local e também alguma característica da pessoa”, diz o coordenador.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.