Notícias

Com sinais de tortura, homem é encontrado morto dentro de casa pela irmã

A irmã se deparou com a vítima com as mãos e pés amarrados, a cabeça coberta e a boca amordaçada em São José dos Pinhais

Caroline
Caroline Berticelli / Editora
Com sinais de tortura, homem é encontrado morto dentro de casa pela irmã
O homem foi encontrado morto na Grande Curitiba. (Foto: Reprodução/RICTV)

4 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:38

Um homem foi encontrado morto dentro de casa pela irmã em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, na manhã desta quarta-feira (4). Paulo Sérgio Greboge, de 41 anos, estava amarrado e com sinais de tortura. 

Segundo a irmã da vítima, ela resolveu ir até a residência de Paulo depois que um colega de trabalho ligou informando que ele não havia comparecido no emprego. “Eu chamei meu amigo e falei ‘vamo correndo lá’. Meu amigo pegou e veio comigo, o portão estava fechado, chamamos e não atendeu. Aí, ele pulou o portão e abriu”, conta.  

Mulher encontra irmão morto e com sinais de tortura 

“Meu Deus, misericórdia. A cena que eu vi lá foi desesperadora. De barriga pra cima, estava com a cabeça coberta, com as pernas amarradas, os braços amarrados para trás e a boca amarrada”, conta a irmã.

Para a testemunha, Paulo foi morto com golpes de um pedaço de madeira que estava em cima da sua cama. “Ele trouxe um pedaço de tora da chácara pra gatinha arranhar e tá em cima da cama e a cabeça dele está desfigurada”, declara emocionada.  

O crime foi registrado em São José dos Pinhais. (Foto: Reprodução/RICTV)

Nenhum objeto de valor foi levado do local e não existiam sinais de arrombamento na casa. Apenas o celular, os controles do portão e os cartões de banco da vítima não foram encontrados até o momento. 

A Polícia Civil irá investigar o caso.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.