Lucas
Lucas Sarzi

31 de maio de 2020 - 19:00

Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:41

Coronavírus

Com 48 funcionários infectados por coronavírus, empresa da RMC é interditada

Com 48 funcionários infectados por coronavírus, empresa da RMC é interditada
Foto: Reprodução/Prefeitura SJP.

Uma empresa de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), foi interditada neste sábado (30). Segundo a prefeitura, foram confirmados 48 casos de coronavírus entre os funcionários. A empresa fica às margens da BR-376, no bairro Contenda, e presta serviço à companhia de energia elétrica Copel.

A ação na empresa foi conjunta, entre representantes da Vigilância Sanitária e da Guarda Municipal. Segundo a prefeitura, a descoberta dos infectados foi na manhã de sexta-feira (29), quando chegou um micro-ônibus com mais de dez pessoas para serem atendidas na Unidade de Atendimento Avançado Rui Barbosa, exclusiva para atendimento de síndromes respiratórias em São José dos Pinhais.

Conforme iam sendo atendidos, os doentes diziam que moravam no alojamento da empresa. “À medida que foram sendo atendidos e testados, uma grande parte deu positivo. A empresa tem cerca de 115 funcionários, que dividem as dependências. Realizamos testes em todos e também em alguns que prestam serviço, mas não moram no local”, contou a secretária de Saúde Débora Chemin.

“Foram realizados cerca de 140 testes, dos quais até agora 48 atestaram positivo”, confirmou a secretária.

empresa-interditada-coronavirus-sjp

Foto: Divulgação/Prefeitura SJP.

Com base nesse diagnóstico, a Secretaria de Saúde realizou a notificação com todas as recomendações que a empresa deverá seguir nos próximos 14 dias. “A empresa deve separar as pessoas contaminadas das que não estão e todos os funcionários estão proibidos de deixar as dependências da empresa por qualquer motivo, a não ser para atendimento médico“, explicou o diretor do Departamento de Promoção e Vigilância, Odevair Mathias.

Além disso, os prestadores de serviço e aqueles que não estão alojados, mas trabalham no local, deverão se manter em isolamento por 14 dias para assegurar que não estão contaminados. “A empresa deverá tomar todas as medidas de higiene e assepsia nesse período e prestar todo o atendimento a esses funcionários”, explicou.

Esse é o primeiro caso de contaminação em massa em São José dos Pinhais, que vinha registrando novos casos semanalmente, mas de maneira constante e controlada. Durante os próximos 15 dias, a prefeitura da cidade vai acompanhar essa empresa no cumprimento das determinações.

Conforme a decisão da prefeitura, a empresa vai ter que fazer vários ajustes para poder melhorar as condições de saúde dos funcionários.

empresa-sjp-interditada-coronavirus

Foto: Divulgação/Prefeitura SJP.

Empresa fez novos exames nos funcionários

Em nota, a I.G. Transmissão e Distribuição de Energia S.A. esclareceu que tem adotado as recomendações e protocolos publicados pelas autoridades governamentais, em especial pelo Ministério da Saúde, “com o objetivo de mitigar os riscos de contágio e disseminação do novo coronavírus”. Segundo a empresa, os funcionários foram isolados e também submetidos a exames moleculares, do tipo RT-PCR, cujo método reconhecidamente apresenta maior assertividade no diagnóstico do novo coronavírus.

Até que os resultados destes novos testes sejam disponibilizados, a empresa cumprirá a quarentena determinada pela autoridade pública e não poupará esforços para continuar cumprindo com os protocolos de saúde e segurança para a preservação de seus colaboradores e da comunidade em geral”, disse a nota da I.G. Transmissão.

Segundo a Copel, a empresa I.G. Transmissão e Distribuição S.A. foi contratada para realizar a instalação da linha de transmissão em 500 kV Curitiba Leste – Blumenau. À reportagem do RIC Mais, a companhia informou, também em nota, que “seguirá adotando todas as providências para garantir o cumprimento, por parte da construtora, das medidas de contenção e prevenção recomendadas pelas autoridades de saúde estaduais”.