Lucas
Lucas Sarzi

25 de março de 2020 - 00:00

Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:50

Coronavírus

Empresa cria mercado dentro de prédios para ajudar moradores em isolamento

Empresa cria mercado dentro de prédios para ajudar moradores em isolamento
Foto: Colaboração/Lorena Oliva.

Já pensou em ter, num momento crítico como este em que estamos, de isolamento social, um mercadinho dentro do seu prédio? Essa é a ideia da empresa market4u, que montou uma espécie de loja de conveniência dentro de um condomínio de Curitiba. O espaço não tem funcionários e conta com a honestidade de cada um, que procura os produtos conforme a necessidade.

O minimercado tem à disposição vários itens de necessidade básica como alimentos (tem pães, bolachas e até carne), bebidas (leite, refrigerantes), produtos de limpeza e higiene (sabonetes, amaciante de roupa e até gilete de barbear) e papel higiênico (algo que foi muito procurado pelas pessoas quando o isolamento começou).

Foto: Colaboração/Lorena Oliva.

O que o prédio precisa ter é apenas uma área comum que possa ser usada como espaço para abrigar o minimercado. Num prédio do Boa Vista, a moradora Lorena Oliva disse que tem ajudado muito as pessoas. “É bem prático. É uma loja de conveniência dentro do seu prédio”, explicou a jovem, que é jornalista.

Pagamento pode ser feito pelo app do celular ou na máquina de cartão. Foto: Colaboração/Lorena Oliva.

Para pegar os produtos é bem fácil. “A pessoa pode comprar pelo celular, usando o aplicativo da market4u e aí desce buscar. Mas quem prefere escolher e já pagar direto, pode fazer isso na máquina de cartão“, disse a moradora, que já usou o serviço algumas vezes.

A loja interna funciona sem nenhum vendedor. “O que tem são duas câmeras, para que a empresa monitore não só a compra, mas também os produtos que precisam ser repostos. De modo geral, o que conta é a honestidade de cada um mesmo“.

Os condomínios que quiserem aderir ao minimercado dentro do prédio podem procurar a empresa. É necessário que o síndico procure diretamente os responsáveis, pelo telefone (41) 98412-3769.