Oséias Gomes
Segredos da Gestão Fácil

Por Oséias Gomes

Empreendedorismo
Oséias Gomes

Softwares de gestão: invisto no desenvolvimento do meu próprio software ou me adequo ao do mercado?

Na hora de instaurar o uso de algum tipo de software no seu empreendimento, analise se realmente vai facilitar os processos de gestão.

Softwares de gestão: invisto no desenvolvimento do meu próprio software ou me adequo ao do mercado?
Softwares de gestão

1 de setembro de 2020 - 15:06 - Atualizado em 1 de setembro de 2020 - 15:24

O software de gestão empresarial ocupa uma posição importantes nas organizações modernas: trata-se painel de controle que concentra todos os dados, documentos e processos do negócio.

Na década de 1990, a tecnologia de serviços foi a grande responsável pelo que chamavam, na época, de “demissão em massa” nas empresas. Essa tecnologia aliada às máquinas com alta capacidade de produção fez com que milhares de trabalhadores perdessem seus postos de trabalho. Inclusive nos campos, onde a máquina substituiu a força do trabalhador rural modificando o cenário das cidades e dos empregos.

Hoje vivemos essas mudanças de maneira muito mais acentuada em todos os segmentos com a criação dos softwares que facilitam e agilizam o trabalho de gestão empresarial. Eu acompanhei em 1995 a vinda para o Brasil do software alemão SAP (Systeme, Anwendungen und Produkte) implantado nas grandes empresas. Na época, o sistema foi a grande inovação para controle e gerenciamento empresarial. Lembro das dificuldades enfrentadas para implantar seu uso.

Na hora de instaurar o uso de algum tipo de software no seu empreendimento, analise se realmente vai facilitar os processos de gestão. O que você ou seus funcionários levam horas ou até mesmo dias fazendo e que com um ou dois cliques neste software você pode fazer? É claro que toda empresa possui suas particularidades e peculiaridades e precisar adequar uma grande empresa a uma série de regras de um software já desenvolvido é muito complexo. Portanto, o seu software deve estar baseado nos processos que envolvem o seu negócio: controle de estoque, base de dados, automação de tarefas, processo de vendas, desempenho de colaboradores, históricos etc.

Sou um grande defensor de que o departamento de T.I. tenha tanta importância e espaço quanto qualquer outro departamento em uma empresa, para criar a ferramenta que cada um precisa para facilitar seu trabalho. No meu caso, desenvolvi um departamento de T.I. próprio, com colaboradores capacitados, a fim de colocar em prática os mecanismos ágeis que geram minha capacidade de multiplicar. Julgo o departamento de T.I. de uma empresa tão importante e necessário quanto o departamento de R.H., por exemplo.

No caso de médias e pequenas empresas, se faz necessário o estudo da viabilidade de criar o seu próprio software, alimentado por você e seus colaboradores, a fim de facilitar a gestão da empresa. Cada vez que uma tecnologia de serviços facilita a vida de alguém, ela se torna um sucesso. É isso. Espero vocês no próximo!