Empreendedorismo

Como tornar a nutrição inclusiva uma oportunidade de negócio.

Kauana
Kauana
Como tornar a nutrição inclusiva uma oportunidade de negócio.

1 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 6 de julho de 2020 - 11:08

A questão alimentar tem se tornado uma preocupação cada vez maior para uma grande parcela da população, seja por uma necessidade de saúde, para conviver com uma restrição alimentar ou apenas por uma questão ideológica. O fato é que a alimentação consciente é hoje uma tendência de mercado. Mesmo sendo uma tendência, não são todos os estabelecimentos gastronômicos que possuem cardápio que possibilitem esta inclusão de pessoas com restrição alimentar. Isto criou uma demanda por este nicho de mercado.

Mas você sabe o que uma pessoa com restrição alimentar não pode comer? Bom, na verdade a restrição aos alimentos depende muito da causa, mas as principais buscas são por alimentação isenta de lácteos e derivados, soja e conservantes. Olhando para esta necessidade de mercado, vemos por aí várias empresas criando produtos que atendam a estas restrições, mas que não tem um impacto ou chegam aos clientes de forma inclusiva. Não é apenas o rótulo que faz a inclusão, é o acesso aos alimentos. Pensando nisso que a Gisele Karpinski, 34 anos, mãe da Heloísa, fundou a startup Amêndoa.

Como ela mesmo relata: “Depois de beirar a loucura, vi no empreendedorismo uma oportunidade de entregar propósito ao serviço de amor que estou me propondo a fazer. Pois cozinhar é servir com amor e alimentar as memórias afetivas”. E foi através da sua resiliência e gratidão que Giselle encontrou a a oportunidade de materializar os seus propósitos empreendendo.

Mas a jornada de empreendedor não é fácil para ninguém, e a startup Amêndoa passou por todos os desafios possíveis e imagináveis. Por ser ainda uma marca desconhecida de produção artesanal e que preza pelo bom paladar do alimento seguro, que tenha sabor de família, sem a necessidade de fazer uso de aditivos conservadores, ela enfrentou a resistência do mercado e grandes perdas de estoque. Apesar das dificuldades Gisele não desistiu e manteve a sua garra de continuar aprendendo para materializar mais e melhor o propósito da nutrição inclusiva.

Para a gastronomia em escala, a tecnologia e a inovação impactam muito nos novos negócios, seja com técnicas melhores de produção ou com tecnologias mais avançadas de fabricação. Ambos se tornam tão necessários para fazer mais e melhor com menor custo e tempo. Se você souber usar a seu favor, a inovação e tecnologia deixam de se tornar uma barreira e passam a ser aliadas.

Como é de praxe no final dos nossos artigos, os entrevistados sempre deixam uma mensagem especial de motivação. A Giselle com todo o seu espírito e vocação empreendedora escolheu as falas de duas celebridades que ela considera um exemplo de determinação e sucesso. Veja quem são:

“Insanidade é continuar fazendo as mesmas coisas e esperar resultados diferentes”. Albert Einstein

“Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira de evitar a armadilha de pensar que você tem algo a perder.” Steve Jobs

Você não tem nada a perder, faça diferente. Neste ano de 2020 use o universo das startups para fazer o seu projeto de inovação acelerar juntamente com grandes empresas do varejo. Entre em contato através do e-mail connect@condor.com.br e oi@labiie.com.br e agende uma visita. E aproveite, quanto mais você trabalhar pelo seu negócio, maior será a sua inovação.