16 de agosto de 2021 - 12:41

Atualizado em 16 de agosto de 2021 - 12:42

Laguna lança BIOOS, com foco no público 60+ e setor da saúde

Por Willian Bressan

Laguna lança BIOOS, com foco no público 60+ e setor da saúde

De olho na demanda do público 60+ e do setor da saúde, a construtora Laguna lança, em Curitiba, o BIOOS, empreendimento que terá, em um único terreno, duas torres que se complementam: torre BIOOS Home e torre BIOOS Health, para oferecer qualidade de vida e saúde numa localização privilegiada, entre três das principais ruas do Alto da Glória: Avenida João Gualberto, Rua Augusto Severo e Rua Nicolau Maeder. 

Para oferecer um projeto com essa envergadura, a Laguna reuniu uma equipe multidisciplinar de referência para fazer do BIOOS um empreendimento inédito. “O BIOOS é um dos melhores projetos que a nossa equipe teve a oportunidade de desenvolver, caracterizado pela integração entre as necessidades do trabalho e moradia”, avalia Ricardo Amaral, que assina o projeto arquitetônico. 

CONSULTÓRIOS DE CLÍNICA GERAL – BIOOS

Interligando as duas torres, o BIOOS terá um Mall, que corresponde ao pavimento térreo e, portanto, com ampla circulação de pessoas e facilidade de acesso. A proposta é proporcionar para quem mora, trabalha e frequenta o empreendimento a comodidade de ter, em um único lugar, todo o necessário para se viver bem, com comércios e serviços de alto padrão de qualidade, incluindo a primeira unidade da Família Farinha – padaria mais premiada da cidade – fora da sua unidade matriz. Além dos ambientes comerciais, o Mall traz também áreas comuns que estimulam a convivência no espaço. Todos os detalhes arquitetônicos foram pensados para conectar o empreendimento com o bairro e potencializar a sensação de bem-estar.

O BIOOS Home foi pensado para o público 60+, com residências planejadas e preparadas para atender às necessidades dos moradores. “A proposta é que o espaço se adapte ao morador, e não o contrário. Entendemos que cada ciclo deve ser bem vivido com conforto e segurança”, conta Flavia Ranieri, arquiteta que assina o projeto de interiores do BIOOS Home. Além, disso, o empreendimento terá uma série de espaços para vivência em comunidade e diferenciais, como:  atendimento básico de saúde, serviços pay per use de lazer, cuidado, bem-estar, saúde e conveniência: atendimento a domicílio, cuidador, organização, limpeza, reparo e manutenção das residências, e uma rotina de atividades de lazer e bem-estar de acordo com o perfil dos moradores. Os serviços serão prestados por empresas especializadas e de referência em seus segmentos.

“Levamos em consideração a segurança física e emocional, com uma arquitetura amigável capaz de oferecer a máxima independência e autonomia do usuário”, completa Flavia. Para ela, ainda há preconceitos e estereótipos embutidos em decisões de projetos comerciais e residenciais a todo momento. “A resolução começa pela compreensão de que o público maduro é diverso e complexo. Nem todos os longevos são iguais. Nem todas as soluções servem para todos. É necessário, acima de tudo, entender que as pessoas envelhecem de formas diferentes”, conclui a arquiteta. “Não há nada parecido no Brasil, onde o empreendimento está estruturado e focado em atender a nova geração de idosos, com unidades residenciais completas, independentes, em região nobre e central da cidade”, completa André Marin, diretor de incorporação da Laguna.

Entre os diferenciais dos apartamentos estão:

  1. Tomada inteligente para fogão elétrico (com desligamento automático)
  2. Botão de S.O.S nos apartamentos
  3. Sensor de fumaça na cozinha
  4. Porta de entrada com 1,10m de largura
  5. Interfone com sistema de vídeo
  6. Fechadura eletrônica na entrada do apartamento
  7. Banheiro acessível
  8. Piso aquecido no dormitório e banheiro.

As áreas comuns do BIOOS HOME possuem Sala do Piano, Sala de Massagem, Sala de Leitura, Petplace, Praça da Lareira, piscina, horta, Atelier, Espaço Gourmet, entre outras áreas que estimulam o convívio. Os detalhes pensados para as áreas comuns demonstra a atenção para o público 60+: contraste de cores para melhor visualização; iluminação adequada e indicativa; área de descanso no hall dos elevadores dos subsolos; mobiliário adequado na área comum (sem cantos vivos, com braços nas cadeiras etc); banheiros em todos os pavimentos; e corrimão nos corredores e área comum.