Notícias

Em três horas, mais de 5 mil são vacinados contra a gripe em terminais de ônibus

Foram atendidos todos que tiveram interesse e estavam passando pelos terminais do Sítio Cercado, Santa Cândida, Hauer, Boqueirão, CIC, Oficinas, Fazendinha, Pinheirinho, Campina do Siqueira e Tatuquara

Daniela
Daniela Borsuk com informações da Prefeitura de Curitiba
Em três horas, mais de 5 mil são vacinados contra a gripe em terminais de ônibus
(Foto: Hully Paiva/SMCS)

25 de junho de 2021 - 12:02 - Atualizado em 25 de junho de 2021 - 12:02

Em três horas de vacinação contra a gripe em dez terminais de ônibus, a Secretaria Municipal da Saúde atendeu 5.223 pessoas. A ação aconteceu nesta quinta-feira (24), das 17h às 20h.

Foram atendidos todos que tiveram interesse e estavam passando pelos locais (terminais do Sítio Cercado, Santa Cândida, Hauer, Boqueirão, CIC, Oficinas, Fazendinha, Pinheirinho, Campina do Siqueira e Tatuquara).

“Muito boa essa ação, a maioria das pessoas trabalha e não tem tempo para ir se vacinar”, elogiou a cozinheira Rosana Aparecida dos Santos, 35 anos, que aproveitou a oportunidade para se imunizar no Terminal Pinheirinho.

A empresária Mayane Ramos, 21 anos, ficou curiosa com a ação, quando passava pelo terminal. Resolveu ver do que se tratava e decidiu aproveitar. “Assim atinge um monte de gente”, afirmou.

Para a balconista Milene Rodrigues de Lima, 30 anos, a ação atinge principalmente os trabalhadores. “Quem trabalha não tem tempo de ir no posto de saúde. Eu estava passando aqui e decidi já me vacinar”, contou.

“Nosso objetivo com essa ação foi atingido: imunizar aquelas pessoas que trabalham e não conseguem ir até a unidade de saúde durante o dia”, explicou a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak.

De 12 de abril a 22 de junho, 279.621 pessoas foram vacinadas contra a gripe, sendo 247.657 do público prioritário – uma cobertura de 40,7% da meta. Desde 17 de junho, a vacinação contra a gripe está disponível para toda a população em 54 unidades de saúde.  

“A vacinação para o público em geral continua aberta nas unidades de saúde, enquanto durarem os estoques”, diz Márcia.

De acordo com o diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde, Alcides Oliveira, a vacina contra a influenza não protege contra o coronavírus, porém auxilia os profissionais de saúde na exclusão de diagnóstico da gripe, já que os sintomas das duas doenças são semelhantes.

Além disso, a imunização contra a gripe ajuda a freiar a procura por serviços de saúde, diminuindo a pressão no sistema.

Recomendação

A SMS recomenda apenas que não sejam vacinados contra a gripe aqueles que tomaram a vacina anticovid há 14 dias ou menos.

A orientação também é para que as pessoas entre 45 e 49 anos também não recebam a vacina contra a gripe neste momento, pois fazem parte do próximo grupo a ser atendido com as doses anticovid.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.