Notícias

Em onda de violência, Ceará registra ao menos 15 ataques desde sábado

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

24 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 24 de setembro de 2019 - 00:00

Uma onda de violência atinge o Ceará desde o último fim de semana. Do sábado, dia 21, até esta segunda-feira, 23, foram ao menos 15 ataques a ônibus, carros e caminhões na região metropolitana de Fortaleza. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS-CE), seis suspeitos foram presos e um menor de idade foi apreendido.

A secretaria informou que para garantir a segurança aos motoristas, cobradores e passageiros de ônibus, a frota circula com a presença de policiais militares no interior dos coletivos.

O governo do Ceará atribui os ataques a uma reação ao enfrentamento ao crime organizado no Estado. Nas redes sociais, o governador Camilo Santana (PT) afirmou que “a possibilidade do retorno às regalias nos presídios é zero” e informou que reuniu a cúpula da segurança pública para tratar dos atos criminosos.

“Trata-se de uma clara reação dos bandidos ao forte enfrentamento ao crime organizado que temos feito, dentro e fora das prisões cearenses, cortando comunicação, isolando e transferindo chefes criminosos, punindo de forma rigorosa atos de indisciplina e acabando com todo e qualquer tipo de regalia nos presídios”, escreveu o governador. “Não recuaremos em absolutamente nada nas medidas que foram tomadas até aqui.”

Para combater a onda de violência no Ceará, a SSPDS informou que a Polícia Civil e a Polícia Militar reforçaram o contingente, com o retorno às atividades de agentes que estavam de férias e a suspensão de cursos para os que tinham aulas. As investigações são coordenadas pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.