Notícias

Em Curitiba, motoristas e cobradores fazem protesto contra Projeto de Lei

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

13 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 13 de novembro de 2018 - 00:00

Protesto de motoristas e cobradores em Curitiba. (Foto: Thais Travençoli/RICTV)

Segundo o Sindimoc, o projeto que prevê a liberação da bilhetagem eletrônica em todo o sistema do transporte coletivo poderá causar a demissão de 6 mil cobradores

Na tarde desta terça-feira (13), motoristas e cobradores do transporte público de Curitiba e Região Metropolitana protestaram contra um Projeto de Lei que prevê que a bilhetagem dos ônibus se torne exclusivamente eletrônica. A passeata partiu da sede do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) e foi até a Prefeitura Municipal de Curitiba.

De acordo com o Sindimoc, o projeto que tem como objetivo liberar a bilhetagem eletrônica em todo o sistema do transporte coletivo poderá causar a demissão de 6 mil cobradores e uma perda de 212 milhões de reais/ano na economia local. Os dados são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Na prefeitura, representantes da categoria protocolaram, um ofício solicitando a retirada do PL. “Em um cenário de crise econômica, é inadmissível um projeto de lei que cause a demissão de 6 mil trabalhadores, o que equivale a praticamente 3 montadoras. Precisamos de medidas que gerem emprego e confiamos na sensibilidade do prefeito no sentido de rever e fazer a retirada do projeto”, afirmou Anderson Teixeira, presidente do Sindimoc. 

Greve de ônibus Curitiba

Em assembleia realizada na quinta-feira (8), os trabalhadores aprovaram o indicativo de greve: se o Projeto de Lei passar para a aprovação, haverá paralisação total e por tempo indeterminado, segundo o Sindimoc.

No dia 20 de novembro, será realizado um ato na Câmara Municipal de Curitiba.

Assista à reportagem completa:

Thais Travençoli, repórter da RICTV Curitiba, conta todos os detalhes.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.