Eleições 2020

Eleições municipais de 2020 estão mantidas, avalia presidente do TRE-PR

Lucas
Lucas Sarzi
Eleições municipais de 2020 estão mantidas, avalia presidente do TRE-PR
Foto: Divulgação.

29 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:43

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Tito Campos de Paula, afirmou nesta terça-feira (28) que o calendário das eleições deste ano está mantido. “Eu acredito que unindo forças e contando com a ajuda de todos, nós conseguiremos realizar as eleições de 2020 no prazo previsto”.

O presidente afirmou que o TRE-PR vai fazer de tudo para que as eleições municipais não mudem de data. Sobre a possibilidade de postergar a realização das eleições, o desembargador afirmou, no entanto, que o prazo para decidir o que será feito, neste ano, é o mês junho e que é uma decisão que depende das autoridades sanitárias.

Para Tito, prorrogar os atuais mandatos não é uma saída aconselhável. “Um dos pontos fundamentais, para mim, é a soberania das urnas, portanto, a vontade popular deve ser respeitada”, disse o presidente do TRE-PR.

Atendimento ao eleitor no período de quarentena

Sobre o atendimento ao eleitor no período de quarentena, o presidente destacou o trabalho do TRE-PR na prestação de serviços virtuais. O desembargador também recomendou que os eleitores paranaenses baixem o aplicativo E-Título, que é a versão digital do título de eleitor. O app também traz até mesmo informações sobre a zona, local e seção eleitoral, além de disponibilizar as certidões de Quitação Eleitoral e de Crimes Eleitorais.

tito-de-paula-tre-pr-eleicoes-2020

Tito de Paula disse que as eleições não devem mudar de data. Foto: Divulgação.

Com relação ao prazo limite para realização de alterações no cadastro eleitoral, que é o dia 6 de maio, o presidente do TRE-PR explicou que, por causa da pandemia, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu o cancelamento do título dos eleitores que não realizaram a biometria obrigatória em 2019 e que todos os atendimentos estão sendo feitos on-line, dispensada a coleta biométrica. “Biometria exige contato, o que, neste momento, busca-se evitar”, afirma o desembargador.

Central de combate à Fake News

Por fim, o desembargador também falou sobre a Central de Combate à Desinformação que o TRE-PR vai lançar no período eleitoral para checar notícias. Ele explicou que o trabalho será focado apenas em assuntos referentes ao voto eletrônico e ao processo eleitoral e que informações sobre candidatos não serão objeto de checagem. “O TRE-PR não pretende combater as Fake News entre candidatos, mas aquelas relacionadas à própria Justiça Eleitoral”, finalizou.