Educação

Volta às aulas: rede municipal de Curitiba mantém atividades suspensas até 31 de outubro

A determinação está no decreto número 1.259, publicado nesta quinta-feira (24), no Diário Oficial do Município

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações da Prefeitura de Curitiba
Volta às aulas: rede municipal de Curitiba mantém atividades suspensas até 31 de outubro
(FOTO: EDUARDO MATYSIAK)

25 de setembro de 2020 - 11:17 - Atualizado em 25 de setembro de 2020 - 11:17

Devido à pandemia do novo coronavírus, as aulas presenciais nas unidades da rede municipal de ensino de Curitiba seguirão suspensas até o dia 31 de outubro. A determinação está no decreto número 1.259, publicado nesta quinta-feira (24), no Diário Oficial do Município.

Durante este período de isolamento, desde 13 de abril, crianças e estudantes têm acesso aos conteúdos do currículo por meio das videoaulas disponíveis na TV aberta (canais 4.2 e 9.2 em Curitiba) e no YouTube.

Protocolo estadual de retomada

Nesta quarta-feira (23), o governo estadual também começou a discutir um plano-piloto para volta às aulas no Paraná. A ideia é que o plano seja aplicado primeiramente em municípios onde os índices epidemiológicos da Covid-19 estão mais baixos como, por exemplo, Irati, Guarapuava ou União da Vitória.

O plano-piloto deve ser testado por duas a três semanas e caso aprovado, será aplicado em todas as regiões do estado e sempre seguindo as medidas de distanciamento social, revezamento de alunos e de higiene. 

Veja as medidas para a volta às aulas no Paraná:

  • o número máximo de alunos por sala de aula deverá respeitar o distanciamento mínimo de 1,5 metros; 
  • os estudantes serão divididos em grupos para revezamento. Aqueles que assistirem aula presencial em uma semana farão aulas remotas na outra e vice-versa;
  • será adotado um modelo híbrido em que as aulas online ocorrem todos os dias e as presenciais de forma escalonada; 
  • a aferição de temperatura será feita diariamente e os alunos que estiverem com mais de 37º não poderão entrar na escola;
  • os horários de saída, entrada e de intervalo deverão ser intercalados entre as turmas, para evitar a aglomeração;
  • as idas ao banheiro também deverão ocorrer de forma escalonada;
  • o acesso às instituições de ensino deverá ser limitado para que só entrem nos locais pessoas indispensáveis aos funcionamento. O atendimento ao público deverá ser feito por telefone ou pela Internet; 
  • o lanche deverá ser trazido preferencialmente de casa e ingerido em suas próprias mesas de estudo. No caso de merenda escolar, a alimentação também deverá ocorrer de forma escalonada e com intervalo para que o local de distribuição possa ser higienizado;
  • deverão ser realizadas atividades para fortalecer a retomada de conteúdos com a volta às aulas no Paraná e o nivelamento de aprendizagem entre os alunos.