Educação

Professores saem da Assembleia Legislativa e começam greve de fome em frente ao Palácio Iguaçu

Segundo o sindicato, servidores públicos vão permanecer em frente ao Palácio Iguaçu até uma resposta positiva

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Professores saem da Assembleia Legislativa e começam greve de fome em frente ao Palácio Iguaçu

19 de novembro de 2020 - 16:55 - Atualizado em 19 de novembro de 2020 - 17:04

Professores e funcionários deixaram o prédio da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) nesta quinta-feira (19), e seguiram até o Palácio Iguaçu, sede do Governo do Paraná. Um grupo começou uma greve de fome.

Uma reunião acontece nesta tarde entre deputados, integrantes do governo e da APP-Sindicato. Os temas debatidos são o pedido de revogação da prova para contratação de professores temporários (PSS), o pagamento de progressões e promoções, a suspensão da militarização de escolas e a revogação da terceirização de funcionários.

Segundo o sindicato, servidores públicos vão permanecer em frente ao Palácio Iguaçu até uma resposta positiva sobre a pauta. Cerca de 75 pessoas estavam na ocupação e outras cerca de 300 pessoas aguardavam a saída ao lado de fora.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.