Educação

Mais 627 escolas estaduais retomam aulas presenciais nesta segunda-feira (24)

Com a abertura, vão totalizar 827 unidades em funcionamento no Paraná, aproximadamente 40% das instituições da rede estadual

Daniela
Daniela Borsuk com informações da Agência Estadual de Notícias
Mais 627 escolas estaduais retomam aulas presenciais nesta segunda-feira (24)
(Foto: SEED)

24 de maio de 2021 - 06:29 - Atualizado em 24 de maio de 2021 - 06:31

Mais 627 escolas estaduais de 29 dos 32 Núcleos Regionais de Educação (NREs) devem retomar as aulas presenciais a partir desta segunda-feira (24). Com a abertura, vão totalizar 827 unidades em funcionamento no Paraná, aproximadamente 40% das instituições da rede estadual de ensino.

Fazem parte deste retorno três escolas de Curitiba e colégios em cerca 174 municípios, incluindo parte das escolas de cidades como Londrina, Ponta Grossa e Paranaguá, onde as aulas presenciais ainda não haviam voltado.

Em todas as instituições de ensino que retomam as aulas presenciais haverá o modelo híbrido de ensino, com parte dos alunos em sala de aula e parte em ensino remoto, assistindo às aulas ao vivo. Os espaços estão equipados com computadores e internet, possibilitando aos professores interagir com ambos os grupos de estudantes.

No último dia 10, 200 colégios estaduais abriram as portas para todas ou parte de suas turmas, conforme a capacidade de estudantes que poderiam ser recepcionados e a disponibilidade de profissionais fora dos grupos de risco. 

Os colégios estaduais que ainda não retomaram as aulas presenciais permanecerão no ensino remoto, por meio da plataforma digital Aula Paraná, das videoaulas exibidas na TV aberta e no YouTube, além dos kits pedagógicos impressos. Eles poderão passar para o modelo híbrido em futuras rodadas de abertura. 

A retomada gradual realizada pela Secretaria estadual da Educação prioriza instituições de ensino onde há mais alunos em situação de vulnerabilidade e sem acesso a equipamentos digitais para realizar as atividades remotas. Outros critérios levados em consideração são a vontade da comunidade escolar e o diálogo com os diretores.

Vacinação

Nesta semana, Secretaria de Estado da Saúde começou a distribuir uma nova remessa de doses da vacina AstraZeneca/Fiocruz, sendo que 22 mil são destinadas para trabalhadores da Educação das redes estadual, municipal e privada. Anteriormente, já haviam sido entregues 32.760 doses.

Com a vacinação dos profissionais de Educação iniciada há pouco mais de duas semanas, o Vacinômetro aponta que mais de 25 mil profissionais foram vacinados até a manhã desta sexta-feira (21). Outros 8 mil profissionais do setor já haviam sido vacinados no grupo acima de 60 anos.

Casos de covid-19

Em cumprimento às resoluções e orientações das autoridades sanitárias e para manter os colégios como ambientes controlados e seguros para o ensino, a Secretaria e os núcleos regionais vêm fazendo um monitoramento dos casos de Covid-19 nas escolas.

Além disso, a pasta também segue o protocolo de biossegurança e afasta os profissionais e estudantes, além de suspender as atividades em turmas e escolas, em caso de notificação de casos suspeitos ou confirmados da doença.

A Secretaria vem seguindo, ainda, os decretos municipais que determinam a suspensão das atividades presenciais nas escolas, como ocorreu em Guarapuava e União da Vitória e Ubiratã, onde parte das escolas já havia retornado presencialmente e agora está em ensino remoto.

Nessas duas semanas após a abertura das 200 primeiras escolas (em 10 de maio), houve 122 turmas com atividades suspensas e 17 colégios fechados. Também foram reportados 50 casos positivos em alunos, 53 casos em professores e 42 casos em funcionários.

Medidas de proteção

As instituições de ensino seguem um protocolo de segurança, garantindo distanciamento de 1,5 metro entre os estudantes. Disponibiliza álcool em gel, reforça a obrigatoriedade do uso de máscara e afere a temperatura de alunos e funcionários na entrada dos colégios. Distanciamento, uso de máscara e aferição de temperatura também são regras dentro do transporte escolar.

Autorização dos pais

O retorno presencial não é obrigatório. Pais, mães ou responsáveis legais que desejem o retorno dos estudantes devem assinar um termo de autorização a ser entregue na instituição de ensino.

Os alunos que optarem por não ir às aulas presencialmente continuarão no ensino remoto via Google Meet e também pelas plataformas digitais do Aula Paraná na TV aberta, no YouTube, além do kit pedagógico impresso.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.