Educação

Na rede municipal, 61% das famílias optam por ensino híbrido

As aulas da rede pública de ensino de Curitiba voltam nesta quinta-feira (18)

Daniela
Daniela Borsuk com Prefeitura de Curitiba
Na rede municipal, 61% das famílias optam por ensino híbrido
(Foto: Rodrigo Fonseca/ CMC)

15 de fevereiro de 2021 - 13:14 - Atualizado em 15 de fevereiro de 2021 - 13:14

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, participou, por videoconferência, da sessão da Câmara Municipal desta segunda-feira (15), quando foi debatido o projeto que torna a educação serviço essencial na capital do Estado. Ela ainda contou que 61% das famílias optaram pelo modelo de ensino híbrido.

Maria Sílvia explicou aos vereadores o funcionamento dos formatos híbrido (presencial + videoaulas) ou remoto (videoaulas + kits pedagógicos), que serão ofertados na volta às aulas, nesta quinta-feira (18).

“Fizemos consultas às famílias e, neste momento, 61% delas preferem o modelo híbrido. No ano passado, a preferência era pelo remoto, com 83%”.

Afirmou Maria Sílvia.

A escolha do modelo pode ser feita pelos responsáveis até o próximo dia 19. O formulário está disponível na página da educação. Após escolher a opção e validar o termo, os pais receberão no e-mail cadastrado uma comprovação do formato adotado.

A secretária destacou que as atividades escolares foram plenamente cumpridas em 2020.

“Foi uma engenharia muito complexa com o ensino remoto, e isso nos permitiu garantir o direito à educação pela TV Escola Curitiba”. 

Disse a secretária.

Agora, para o início do novo ano letivo, as unidades estão prontas para receber as crianças e estudantes com segurança. A Secretaria Municipal da Educação investiu, por enquanto, R$ 2 milhões na aquisição de itens para prevenção ao novo coronavírus e produtos de limpeza na rede municipal.

Entre os materiais já comprados pela Educação para atender as unidades estão 615 mil máscaras reutilizáveis (R$ 1,2 milhão), 675 tapetes sanitizantes (R$ 58,6 mil), 1,5 mil termômetros infravermelhos (R$ 207 mil), 1,5 mil totens para álcool em gel (R$ 270 mil).

A Secretaria de Administração e de Gestão de Pessoal (SMAP) também adquiriu e forneceu à Educação 3,4 mil face shields, 11,2 mil litros de água sanitária, 28,7 mil litros de álcool 70% líquido, 45,5 mil litros de álcool 70% em gel, 22,4 mil litros de desinfetante, 84,3 mil máscaras de tecido não descartáveis e 28 mil litros de sabonete líquido.

Já entre o material de limpeza adquirido pela Educação há álcool em gel 70 %, álcool líquido 70%, papel toalha, sabonete, água sanitária, desinfetante, com investimento de R$ 234 mil até agora.

Mais professores

Também foram chamados mais profissionais. Cento e vinte e cinco professores de educação infantil deverão comparecer de 22 a 24 de fevereiro para contratação temporária na rede municipal de ensino. Eles estão sendo convocados pela Prefeitura de Curitiba via Processo Seletivo Simplificado (PSS).

Esse é o terceiro chamamento de professores somente meste mês. De 5 a 10 de fevereiro, 94 candidatos, aprovados em concurso público, compareceram para a entrega de documentos e agendamento dos exames pré-admissionais. Eles são professores de docência I, do concurso realizado em 2016, e fazem parte de um grupo de 191 profissionais que serão chamados.

Além dos professores, dez auxiliares de serviços escolares (inspetores) entregaram a documentação e agendaram os exames médicos. Eles são os últimos inspetores convocados do concurso de 2015.

Alimentação escolar

A secretária esclareceu também que a Prefeitura de Curitiba seguirá fornecendo os kits de alimentação escolar, tanto para o formato híbrido quanto para o remoto.

No ano passado, a Prefeitura forneceu 952 mil kits de alimentação às famílias de crianças e estudantes da rede municipal de ensino.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.