Educação

Sinepe promove conversa de especialistas com famílias sobre retorno das aulas presenciais no Paraná

Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe/PR) promove uma live para que as famílias dos estudantes possam esclarecer suas dúvidas sobre o retorno das aulas presenciais

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do Sinepe/PR
Sinepe promove conversa de especialistas com famílias sobre retorno das aulas presenciais no Paraná
(Foto: Divulgação/Agência Brasil)

13 de outubro de 2020 - 17:46 - Atualizado em 13 de outubro de 2020 - 17:46

Nesta terça-feira (13), a partir das 20h, o Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe/PR) promove uma live para que as famílias dos estudantes possam esclarecer suas dúvidas sobre o retorno das aulas presenciais com especialistas nas áreas jurídica, cível e educacional, e também no aspecto sanitário.

O evento será realizado no formato de um bate-papo, com transmissão pelo Canal do YouTube do Sinepe/PR, e terá o apoio da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep). A ideia é abordar todos os aspectos do retorno, principalmente, para os pais que precisam trabalhar e estão sem opção onde deixar os filhos com segurança.

Participarão da conversa com as famílias a infectologista Maria Esther Graf, que é professora de Epidemiologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR); o pediatra Rubens Cat, que também é professor da UFPR e chefe do Departamento de Pediatria do Hospital de Clínicas; Murillo Digiácomo, especialista em Direito da Criança e do Adolescente e Mestre em Ciências Jurídicas pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (Portugal), e o assessor Jurídico Cível/Educacional do Sinepe/PR, Luís Cesar Esmanhotto.

Como representante do setor privado de instituições educacionais no Paraná, o Sinepe/PR tem atuado de forma constante e atenta às decisões do poder público, principalmente diante dos impactos provocados pela pandemia da Covid-19, buscando favorecer a rede particular e zelar pelo bem-estar de quem nela trabalha ou depende.

“Retornar com as crianças na escola será um trabalho extremamente difícil, precisa ser gradativo e responsável, com as escolas seguindo um protocolo de qualidade. Também é preciso que os pais tenham ciência do que será feito dentro das escolas, assim como devem ser parceiros e ficar atentos com a questão da temperatura dos filhos e evitar que pessoas doentes se aproximem das crianças. A volta a escola se faz necessária nesse momento e com urgência. Está tudo aberto e a Educação foi deixada por último. E a justificativa não é a pandemia, até porque em muitos outros lugares do mundo as escolas voltaram a funcionar muito antes do que shoppings, comércio e restaurantes. É uma questão de prioridade das políticas públicas”, explica Esther Cristina Pereira, presidente do Sinepe/PR.

Para acompanhar a live, clique aqui

https://www.youtube.com/channel/UCJKEr706JmUzwnV773qZceA